Querô Filmes tem pré-estreia de série sobre enfrentamento do trabalho infantil no Brasil

Por Ivan De Stefano

Uma criança vendendo flor em um bar, trabalhando na feira, na pesca, na roça, oferecendo balas no sinal ou realizando atividades domésticas. Essas cenas comuns que passam despercebidas em nosso dia-a-dia são consideradas trabalho infantil. Buscando dar visibilidade ao tema e fortalecer os aprendizados alcançados ao longo de 16 anos de atuação em favor dos direitos das crianças e adolescentes – sendo 13 deles focados no combate ao trabalho infantil – a Fundação Telefônica Vivo procurou o Instituto Querô para produzir em co-produção com a Querô Filmes a série “Catavento, tudo ao seu tempo”. A pré-estreia acontece nesta terça (29/11) no Cine Roxy do Pátio Iporanga.

“Uma criança que não tem a chance de se desenvolver de forma saudável e conquistar seu espaço por meio da educação não será um cidadão que vá usufruir da vida adequadamente. Queremos que esse documentário seja usado por educadores, pais, especialistas e outros atores que trabalham na luta contra o trabalho infantil no Brasil, mostrando que ainda há muita coisa a ser feita e precisamos do engajamento de todos”, reforça Americo Mattar, diretor-presidente da Fundação Telefônica Vivo.

Dividida em sete capítulos, a série documental tem direção de Andrea Pasquini e narração da cantora e embaixadora do UNICEF, Daniela Mercury, além de depoimentos de médicos, psicólogos, educadores sociais, conselheiros tutelares, adolescentes e especialistas da Organização Internacional do Trabalho – OIT, nos levando à reflexão sobre o problema, o que já foi feito e o que ainda precisa ser realizado para combater a questão que atinge jovens e crianças em todo o país.

“Foi enriquecedor para nós da produtora podermos ajudar, por meio do audiovisual, a dar visibilidade a este combate contra o Trabalho Infantil ao lado da Fundação Telefonica, dando voz a tantas histórias espalhadas pelo país. Esperamos que a obra ajude a alertar cada um dos avanços e de que ainda há muito a ser feito”, complementa Jefferson Paulino, sócio-diretor da Querô Filmes.

Entre os temas abordados estão: as diversas formas de trabalho infantil; a importância da família e da escola no processo de conscientização e erradicação da prática; os meninos de rua e a presença de crianças em trabalhos ligados ao crime; trabalho doméstico; exemplos de pessoas que lutam contra a prática e como ela pode ser combatida em sociedade. Tudo isso passando por 12 cidades brasileiras: São Paulo, Salvador, Campinas, São Bernardo, Pedra Azul (Minas Gerais), Codó (Maranhão), Acaraú (Ceará), Fortaleza (Ceará), Brasília, Recife, Caicó (Rio Grande do Norte) e Santos.

Com um episódio por dia, a série documental “Catavento, tudo ao seu tempo” será exibida em dezembro nos canais Futura (05 a 16/12, às 19h – reprises 06 a 17/12, às 01h) e Cine Brasil TV, além da distribuição de mais de 300 cópias para instituições de todo o país. O documentário faz parte do programa Promenino (www.promenino.org.br), da Fundação Telefônica Vivo e todo seu acervo ficará disponível no site (www.fundacaotelefonica.org.br) e no YouTube (www.youtube.com/fundacaotelefonica) da Fundação Telefonica Vivo.

Fundação Telefônica Vivo

Responsável pelos projetos sociais da Vivo, acredita na Inovação Educativa como forma de inspirar novos caminhos para o desenvolvimento do Brasil a partir da educação. Guiada pela inovação e a disposição em contribuir para a construção de um futuro com mais oportunidades para todos, a Fundação desenvolve projetos que utilizam a tecnologia para gerar novas metodologias de ensino-aprendizagem, estimular o empreendedorismo social e o exercício da cidadania. Com atuação no Brasil desde 1999, faz parte de uma rede formada por outras 17 fundações presentes da Europa e América Latina, integrantes do Grupo Telefónica.

Querô Filmes

Há 8 anos no mercado audiovisual, já produziu cerca de 500 vídeos, entre trabalhos institucionais e cinematográficos, ganhando 18 prêmios em curtas-metragens autorais e em parceria com o Instituto Querô. Também atua como braço de produção do Instituto Querô e parte da receita dos projetos é revertida para novos núcleos de formação, gerando crescimento profissional e conquistando novos espaços de expressão para jovens. Mais informações no site http://www.produtoraquerofilmes.com.br ou no Facebook http://www.fb.com/querofilmes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s