#PraçaDosArtistas: Câmara de Santos esquece audiência sobre ato da PM contra artistas de rua

Por Lincoln Spada

Embora tenha havido participação da classe artística na Câmara, para que os vereadores santistas acompanhassem o caso e evitassem que a liberdade de expressão volte a ser negada aos artistas de rua, a audiência prevista sobre o assunto nunca saiu do papel. Agendado inicialmente para o dia 29 de novembro, o evento não foi sequer remarcado de acordo com o calendário oficial do Legislativo.

> Ouvidor da PM nega versão do B.O.
> Diretor da Agem vê ação da PM como equívoco

A audiência pública em relação à intervenção policial contra o teatro de rua ‘Blitz’ teria sido o único compromisso dos vereadores, após pressão de mais de 40 artistas, ativistas e apoiadores no auditório do Legislativo, no último dia 7. À época, o vereador Evaldo Stanislau (Rede) propiciou a discussão na sessão, apoiado pelos colegas Marcelo Del Bosco (PPS) e Professor Igor (PSB). Já o presidente do Legislativo, Manoel Constantino (PSDB), até tentou negar que o diretor teatral preso pela PM, Caio Martinez Pacheco, pudesse falar na tribuna cidadã para dar sua versão aos presentes.

Por sua vez, os parlamentares da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia se comprometeram aos artistas presentes em agendar o novo encontro nesta última terça-feira. No entanto, a audiência não ocorreu, e sequer foi reagendada. Compõem a comissão: Professor Igor, correligionário do secretário municipal da Cultura, Murilo Barletta (PR) e o PM Sérgio Santana (PR) – que criou o Dia do Teatro, mas criticou o teatro, pois não assistiu ao teatro.

> Interpretação subjetiva sobre da lei 5.700
> Leia a repercussão entre políticos

Desde o dia 29, a Revista Relevo questionou às equipes dos três vereadores sobre o reagendamento do compromisso previsto para os artistas de rua, mas até o momento, nenhuma assessoria se pronunciou. Vale ressaltar que outro grupo de dança de rua foi abordado e quase detido pela Polícia Militar no Gonzaga, sorte de que o próprio policial teria se recusado ao apelo da Guarda Municipal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s