Aulão de Zumba encerra oficinas artísticas da Cia de Dança de Cubatão

Por Morgana Monteiro

A Cia de Dança de Cubatão encerra as oficinas artísticas que promove neste fim de semana. Será com um Aulão de Zumba dia 5, às 17h, no Centro Esportivo Armando Cunha (Av. das Américas, 550), no Jardim Casqueiro. Os artistas Raphael Santos, Lucas Moreira, Alessandra Andrade, Sabrina Fonseca e Eliana Lousada ao ministrar a oficina, cheia de ritmo e muita energia.

Especialmente para quem deseja perder calorias, a Zumba tornou-se febre no Brasil e aglomera diferentes batidas como o funk, samba, pop, e muitas outras. Zumba é um programa fitness criado na Colômbia, inspirado principalmente nos ritmos latinos. Em nosso país acabou sendo adaptado mas continua mantendo os exercícios próprios do treino cardiovascular, promovendo condicionamento físico de maneira geral.

A aula custa R$ 15 e toda a renda será revertida para a viagem da Cia de Dança, em junho, para Nova York. O grupo foi selecionado para competir no Festival Internacional Valentina Kozlova, que garimpa talentos ao redor do mundo. Os interessados devem depositar ou fazer transferência para Banco Santander, agência 0123, conta corrente 01021300-3. A foto do comprovante deve ser enviada para a fanpage da Cia no facebook.

Um projeto que deu certo

As oficinas artísticas da Cia de Dança de Cubatão tiveram início na semana passada e em um só dia, foram cinco masterclasses, todos lotados. As aulas de diferentes estilos de dança atraíram bailarinos iniciantes e com experiência de várias cidades da Baixada Santista e até do interior. Foram os bailarinos e coreógrafos da Cia que doaram seu tempo e talento pela causa.

O projeto contou com aulas de balé com Isabela Maria, Jazz Musical com André Santos, Dança Contemporânea com Flávia Sá, Jazz Funk com Claudionor Alves. Mas a oficina de Jazz Moderno foi a que teve maior participação do público, sendo dirigida pelo coreógrafo residente da Cia, Zeca Rodrigues.

Para a diretora artística da Cia de Dabça, Vanessa Toledo, foi uma satisfação a troca de experiência com tanta gente diferente. “O ciclo de oficinas superou nossas expectativas e a gente já pensa em programar uma nova data para esses masterclasses. Percebemos que os artistas, sejam eles profissionais ou amadores, querem qualificação. E nada melhor do que repartirmos aquilo que aprendemos”.

Festival Valentina Kozlova

O trabalho começou faz muito tempo e agora a Cia de Dança de Cubatão colhe os frutos de tanto empenho e capricho nas coreografias que produz. Desta vez, quatro montagens foram selecionadas para a etapa mundial do Valentina Kozlova International Ballet Competition, que será realizada em junho, em Nova York. As montagens foram: “Apenas…”, um duo; “Efêmero”, solo; “Por quê?”, solo; e “Implexis”, um conjunto, todas assinadas pela bailarina Flávia Sá. O bailarino Jey Santos, um dos artistas revelação do Festival, ganhou um prêmio especial e receberá isenção da taxa de participação no Festival Norteamericano.

A conquista no Festival Internacional de Balé Valentina Kozlova é um passo além para a Cia que já dançou em palcos importantes como o da mostra competitiva do Festival de Dança de Joinville, Festival Bravos, Passo de Arte, entre muitos outros. “A cada apresentação especial recebemos o reconhecimento do público. A cada competição acumulamos experiências e utilizamos tudo isso em nossas coreografias. Além disso, o corpo de bailarinos é altamente qualificado, refletindo na maturidade artística no palco, embora muitos sejam ainda bem jovens”, diz Vanessa Toledo, diretora artística da Cia.

Valentina Kozlova é uma das competições mais importantes do mundo e tem a escola de mesmo nome, em Nova York, que garimpa talentos por todos os continentes. Com o lema “Preservando o passado, descobrindo o futuro”, o Festival oferece, além de prêmios em dinheiro e bolsas de estudos na escola, contratos, convites para dançar com a companhia, convites para audição e até vestuário de dança. “É muito além do prêmio. É o reconhecimento de um trabalho feito com a alma e de muito esforço pessoal até”, afirmou o coreógrafo Zeca Rodrigues.

Esta será a segunda vez que um Grupo Artístico cubatense pisa em Nova York para se apresentar. Em novembro de 2014, o Coral Zanzalá participou do Oratório de Natal de Handel, juntamente com outros 400 cantores de vários países. O concerto no Lincoln Center, uma das mais importantes casas de show de NY. O Zanzalá foi o representante brasileiro nesta apresentação artística.

Apoio financeiro será fundamental

Para tornar realidade o sonho de competir em Nova York, a Cia de Dança de Cubatão precisará contar com o apoio financeiro de empresas interessadas em patrocinar a ida da equipe aos Estados Unidos. “Sabemos que o município está em crise e não queremos que essa oportunidade passe”, afirmou Vanessa Toledo. Ela pede para que empresas que queiram atrelar seu nome a essa participação da Cia entrem em contato pelo telefone (13) 3362-0837 ou pelo e-mail gruposartisticoscubatao@gmail.com .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s