Poeta convida a todos para ‘À Mulher Caiçara onde estiver’

Neste dia 15 (quarta-feira), às 15h, acontece o evento ‘À Mulher Caiçara onde estiver’, realizado pelo escritor Ricardo Rutigliano Roque. O evento é gratuito e segue o convite do artista:

Meta: chamar à obra – brinde e livro, ao tomar cafezinho no “Tertúlia”, e até lá postar foto em rede social, de xícara na mão, também no seu lançamento – as 15:00h. de 15/03/2017 – quarta-feira, à Mulher Caiçara onde Estiver, em bar no seu átrio no canal da barra; em artesanal coautoria, há esse espontâneo movimento!
Grato!

* Opcional – colar em sua foto, o dizer:

Natural:

Céu:
– Eu que testemunho a sua força!

Mar:
– Eu que trago de além mar os que a constroem!

Sol:
– Eu que a aqueço, junto ao musgo de suas paredes.

Baleia:
– Eu que dou a liga pra união de suas pedras!

Peixe:
– Eu! Se tivesse alma!

Étnico:

Lua:
– Eu que ilumino sua vigília!

Iemanjá:
– Eu que dou a mão que a constrói!

Capela:
– Eu que dou, em arco de aliança, união a seus elementos!

Histórico:

Vigia:
– Eu que avisto seus domínios, antes tão ameaçados!

Mensageira:
– Eu que levo o dizer, da vigia, a seus ouvidos!

Nau espanhola:
– Eu que a defendo, em suas águas, do ataque corsário!

Nau corsária inglesa:
– Eu que cedo, em derrota, meus canhões!

Forte do Crasto:
– Eu que projeto meu canhão, por você correspondido, no canal da barra.

Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande, daria resposta, nessa Prosa Fantástica – prosopopeica, nesse evento – Mulher Caiçara onde Estiver, espontâneo do Acervo dos Escritores Santistas, autorais de Ricardo Rutigliano Roque, bastando colar junto à sua foto o
#mulhercaiçaraondeestiver (preferencial)
ou
#mulhercaiçaraondestiver

Anúncios

2 opiniões sobre “Poeta convida a todos para ‘À Mulher Caiçara onde estiver’”

  1. Lançamento de livro.
    Antologia à Mulher Caiçara onde Estiver – Haicai, Prosopopéia, Trova e Verso Livre, com Prosa Fantástica de seus elementos, abordada em dinâmica ensaiada, e culminada em brinde, com cafezinho, temático – natural, étnico e histórico, à mesa posta, em bar aberto no átrio do restaurante “Tertúlia”, que dá vista à Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande – sua testemunha, as 15:00h de 15/03/2017 – quarta-feira, às expensas de cada um dos presentes, inclusos os pares – Antônio Colavite Filho, Assma Gabriela, Íres Geiger, Marcelo Ignácio, Maria Aparecida Ferreira de Vasconcelos, Marly Barduco, Ricardo Rutigliano Roque e Zezé Goldschmidt, pares do Acervo dos Escritores Santistas e, destes convidados, da União Brasileira de Trovadores – Santos, aberto a movimentos também espontâneos do dizer falado, cantado e escrito, seus ouvintes e leitores.
    #mulhercaiçaraondeestiver

    1. Minha motivação.
      Ao propor ação cívil pública, antes de vitoriosa um simples trabalho escolar – T.C.C. em Saúde Pública, me foi perguntado qual a solução, ao que respondi: cabe-me o diagnóstico, apenas (era da engenharia a solução). Esse que me perguntou, técnico em segurança – funcionário público municipal a mim assemelhado, faleceu após tal batalha. Nessa batalha há, ao dar ênfase à solução – presunçosa em ousadia poética, um cuidado em tentativa de me redimir do descuido individual havido. Né!?
      Ricardo Rutigliamo Roque
      ricardorutiglianoroque@yahoo.com.bt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s