Três espetáculos teatrais nesse fim de semana na Tescom

Por Marcus Di Bello | Foto: Amanda Cervantes

Os espetáculos ‘Meu Deus…’ (Grupo Tescom), ‘É Proibido Sonhar’ (Caramba Carambola) e ‘Negrinha’ (Cia. do Imaginário) se apresentam nos próximos dias 18 e 19 de março, sábado e domingo, na Sala de Espetáculos Iracema Paula Ribeiro – Teatro Tescom (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195/Santos). Ingressos com valor único de 10 reais. A bilheteria será revertida para a viagem dos espetáculos ‘Nó Na Garganta’ e ‘Meu Deus…’, ao FRINGE 2017 – Festival de Teatro de Curitiba. Nome na lista pelo telefone (13) 3233-6060. Confira a programação:

Dia 18 | 21h | ‘Meu Deus…’

Ale, Eli, Isa, Edu e Val formam o grupo de jovens amigos que vivenciam dilemas e angústias tão presentes na sociedade urbana dos dias atuais. Eles compartilham experiências e questionamentos a respeito de sexualidade, entretenimento, aborto, abuso sexual, drogas e violência. Espetáculo indicado para maiores de 14 anos. Texto e Direção: Ronaldo Fernandes | Elenco: Dafne Carina, Felippe Alves, Flávia Simões, Marcus Di Bello e Paola Caruso | Técnica: Jamili Limma | Cenografia: Karla Lacerda.

Dia 19 | 16h | ‘É Proibido Sonhar’

Uma revolução acontece quando Gatuno resolve criar um novo imposto que proíbe os gatos de sonharam. Trapaças, conchavos políticos e muita confusão levam ao universo infantil importantes conceitos para uma formação social e ética e propõem a reflexão sobre nossa própria organização política. Interativa, a montagem faz com a plateia uma grande eleição para eleger o novo chefe do beco. Recomendação livre. Direção: Paula D’Albuquerque e Daniel Valverde | Elenco: Bruno Pires, Daniel Valverde, Flávia Simões, Gabriel Pestana e Juliana Damazio.

Dia 19 | 20h | ‘Negrinha’

“Negrinha”, espetáculo criado a partir do conto homônimo de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém históricas segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, “coisa-humana”, modificando o curso da história.

Espetáculo indicado para maiores de 14 anos. Direção: Paula D’Albuquerque | Elenco: Nath Mendes Ribeiro, Hiran Araújo, Pri Calazans e Deia Oliveira | Musica: Kelly Katayama, Eliane Fernandes, Gilson Francisco, Tatiana Selesco e Juliana Damázio. | Figurinos: Gisele Bilotte | Artes Gráficas e comunicação visual: Betinho Neto | Apoio: Casarão Santa Cruz e QG Sanatório.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s