Cia de Dança de Cubatão compete nesta quinta em NY

Por Morgana Monteiro

A Cia de Dança de Cubatão está em Nova York e representa o Brasil nesta quinta-feira (8) no Festival Valentina Kozlova. A competição será às 18h15 e às 20h – horário estadunidense – no Teatro Symphony Space. Quatro coreografias de dança contemporânea participam da disputa.

No início da noite competem os solos “Por quê” e “Efêmero”, com os bailarinos Jey Santos e Yasmin Mattos. Mais tarde, será a vez do dueto “Apenas” e do conjunto “Implexis”. Todas as coreografias são da bailarina Flávia Sá, um jovem talento da Cia.

“Estamos animados e convictos de que participar dessa grande competição já uma grande conquista. Levamos a nossa Arte para uma cidade tão importante como Nova York – e melhor, divulgando os talentos de Cubatão, que tem essa força cultural incrível. Estamos muito felizes”, afirmou Vanessa Toledo, diretora artística da Cia.

Em terras norteamericanas desde segunda-feira, a equipe participou de oficinas de dança como no Broadway Center, escola formadora de bailarinos e atores para musicais. Participaram de aulas com nomes como Sheila Barker e Slam, ex-bailarino de Madonna.

Na expectativa pela classificação e, quem sabe, contratos, prêmios e bolsas de estudo, a Cia segue em ritmo de concentração. Eles aproveitam cada momento de folga para conhecer novas escolas de dança, acompanhar musicais, espetáculos de dança – e até experimentaram alguns passos na Times Square.

A presença da Cia em NY é considerada grandiosa. O Valentina Kozlova é um dos festivais mais reconhecidos do planeta e tem a escola de mesmo nome que garimpa talentos por todos os continentes. Com o lema “Preservando o passado, descobrindo o futuro”, a competição oferece, além de prêmios em dinheiro, convites para dançar com a companhia, convites para audição e até vestuário de dança.

Para chegar até os EUA, a Cia de Dança de Cubatão contou com apoio da Prefeitura e da empresa Top Viagens para concretizar o sonho artístico e, desde o início do ano, realiza ações como festas, workshops, apresentações, rifas e livro-ouro para arrecadar a verba.

Vale lembrar que esta é a segunda vez que um Grupo Artístico cubatense pisa na Big Apple para se apresentar. Em novembro de 2014, o Coral Zanzalá foi o representante brasileiro no Oratório de Handel, concerto que aconteceu no Lincoln Center. Juntou-se a um coro de 400 pessoas de diversos países.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s