Tortilha e literatura latino-americana, uma harmonização e tanto em La Casita

Por Alessandro Atanes

Um mini-festival de literatura latino-americana. Esse é o projeto Tortiletras, uma parceria entre o jornalista e mestre em História Social Alessandro Atanes e La Casita, galeria e espaço cultural mantida em Santos pelos artistas Nice Lopes e Gabriel Montenegro. A primeira edição do evento acontece nos dias 24 e 25 de junho, com sessões às 16h e às 19h, em que será oferecida uma aula sobre o escritor chileno Roberto Bolaño (1953-2003) acompanhada por uma tortilha espanhola e uma taça de vinho ou uma cerveja artesanal.

Com o título “Degustando o detetive selvagem”, o primeiro Tortiletras irá levar aos participantes a obra inédita em português de Bolaño, que teve lançado agora no Brasil “O espírito da ficção científica”, um romance póstumo que servirá de guia para apresentar os grandes temas que permeiam a obra do chileno: a violência e as ditaduras na América Latina, em especial a violência contra as mulheres, o valor da poesia, o exílio e a própria Literatura, que aparecem em obras como “Os detetives selvagens”, “Noturno no Chile” ou “2666”, mais conhecidas do público em português. Não importa que as pessoas não tenham familiaridade com os livros do chileno, a ideia é que eles sirvam de guia pelos caminhos da América Latina.

Entre o material inédito, destaca-se as biografias fictícias de “La literatura nazi en América”, livro de 1996 que despertou o interesse do público e da crítica pelo autor chileno, bem como seus livros de poemas “Los perros románticos” “Tres” e “La Universidad Desconocida”, além do romance “Una novelita lúmpen” ou os relatos de “Amberes”, “El secreto del mal” e “El gaucho insufrible”, e ainda seus textos para jornais reunidos em “Entre paréntesis”, entre outros.

Livros e tortilhas

Mais do que uma aula, a proposta de Atanes aposta na “fome” das pessoas por livros e pelos temas do continente. Assim, cada encontro será dividido em duas partes. Na primeira, a degustação, enquanto o “estudioso” prepara a tortilha na cozinha, os participantes poderão ler, folhear e levantar questões sobre a obra de Bolaño.

Na segunda, o prato principal, com as tortilhas e bebidas servidas, Atanes parte da pauta levantada na degustação e inicia sua apresentação. “Apesar do sobrenome galego, minha tortilha não é um segredo de família que recebi de minha vó, mas sim uma receita que aprendi com uma amiga de Barcelona. Não é nada gourmet, é uma simples tortilha, um motivo para se reunir. A ideia é que eu prepare algo para as pessoas enquanto vamos fazendo a conversa inicial. O prato principal será a literatura”, comenta.

Para Nice Lopes, o Tortiletras casa com o objetivo de La Casita de ser um espaço para encontros criativos, oficinas de arte, exposições, bate-papos e saraus. “A ideia de juntarmos literatura e gastronomia em La Casita surgiu dos encontros que sempre tivemos com nossos amigos regados a bom papo, vinho e petiscos. E numa desses encontros, resolvemos oferecer essa experiência a quem aprecia boa literatura e boa conversa”.

Alessandro Atanes

Mestre em História Social (USP, 2008) com a dissertação “História e Literatura no Porto de Santos: o romance de identidade portuária Navios Iluminados”. Durante o mestrado, assistiu aulas em disciplinas como “História e Literatura na América Latina” e “Identidades americanas”, além das disciplinas de História da Cultura. Desde 2010, vem traduzindo e publicando poesia hispano-americana inédita em português, principalmente autores da Argentina e do Peru. Realizou em 2015 na Associação Cultural José Martí o curso “História e Literatura na América Latina: Roberto Bolaño, Borges e as editoras cartoneras”. Veja mais aqui.

La Casita

Uma casa simpática e antiguinha na Vila Mathias é a moradia e local de trabalho dos artistas Nice Lopes e Gabriel Montenegro.Nice Lopes é ilustradora, artista visual e publicitária. Gabriel Montenegro é artista plástico, bonequeiro e designer de estamparia. Juntos, transformaram a casa em um espaço de trabalho com muitas cores e criatividade.

Um dos cômodos abriga uma mini-sala de leitura composta por livros infanto-juvenis, onde adultos e crianças terão acesso a títulos para consultas no local. Telas, fotografias, posters e bonecos de papel machê estão espalhados por toda a casa numa interação perfeita com os ambientes. O intuito dos artistas é abrir a casa-ateliê ao público para encontros criativos, oficinas de arte para adultos e crianças, exposições, bate-papos, saraus, lançamentos de livros e o que mais a imaginação mandar.

Roberto Bolaño

Nascido no Chile e tendo morado no México na adolescência e na Espanha até sua morte em 2003, Roberto Bolaño começa a publicar no início dos anos 80 por meio de concursos literários de cidades espanholas. Após o sucesso de “La literatura Nazi en América”, transformou-se em um dos autores de língua espanhola imprescindíveis da atualidade. “Os detetives selvagens” (1999) conquistou os prêmios literários Herralde (Espanha) e Rómulo Gallegos (Venezuela).

Tortiletras – Serviço
24 e 25 de junho: sessões às 16h e às 19h.
La Casita: Rua Doutor Antônio Bento, 13, Vila Mathias, Santos
Contato: Alessandro Atanes (13) 98122-98144 / Nice Lopes (13) 98141-2639
Reservas e informações: alessandroatanes@gmail.com / lacasitatelie@gmail.com
Preços
Individual: R$ 150,00
Duplo: R$ 250,00
Grupo fechado (4 pessoas): R$ 400,00

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s