Arquivo da categoria: Sem categoria

Cine Letras exibe comédia sobre inclusão nesta quinta-feira

Por Secult Santos
.
Em parceria entre as secretarias de Cultura e de Relações Institucionais e Cidadania, o projeto Cine Letras, em sua 7ª edição itinerante, chega ao Cine ZN – Sala Toninho Dantas (Centro Cultural da Zona Noroeste – Av. Afonso Schmidt, s/nº, Areia Branca) para exibir o filme ‘Colegas’. A sessão ocorre na quinta-feira (19), a partir das 14h, com entrada franca.
.
O ‘Leia Santos’ estará presente com a ação Adote um Livro, que oferece publicações que serviram de roteiro para filmes, além de biografias de cineastas e atores. O Cine Letras oferece gratuitamente pipoca e refrigerante. Após a exibição ocorre bate-papo com o coordenador de Defesa de Políticas para Pessoas com Deficiência, Daniel Monteiro, e com a jornalista Roseane Arrocho e o filósofo Rodrigo Lucheta, ambos servidores da Secult.
 .
O filme
.
Comédia premiada, ‘Colegas’ trata de forma poética coisas simples da vida por meio dos olhos de três personagens com síndrome de Down. ‘Colegas’ é um filme que aborda de forma inocente a importância da simplicidade e da leveza da vida.
.
Seus três protagonistas (Stalone, Aninha e Márcio) se comunicam basicamente por frases célebres de cinema, resultado dos anos em que trabalharam na videoteca do Instituto Madre Tereza, local onde vivem.
.
Um dia, inspirados pelo filme ‘Thelma & Louise’, resolvem fugir no carro velho do jardineiro em busca de seus sonhos: Stalone quer ver o mar, Márcio deseja voar e Aninha busca um marido. Nessa viagem, enquanto experimentam o sabor da liberdade, envolvem-se em inúmeras confusões e aventuras.
Anúncios

Conselho de Cultura de Cubatão se reúne nesta quinta-feira

Por Lincoln Spada

O Conselho Municipal de Política Cultural de Cubatão se reúne nesta quinta-feira (dia 3), a partir das 19 horas, na Casa da Memória (Casa 3, do Parque Anilinas/Centro). Na pauta, está prevista a formação das comissões temáticas do conselho, sendo citadas: de acompanhamento das obras do teatro do Parque Anilinas; de elaboração do Plano Municipal de Cultura; de orçamento; de sistematização jurídica; e de programas, difusão e formação cultural.

A reunião também deve abordar considerações sobre o Plano Plurianual (PPA) da Prefeitura relacionado às políticas culturais, além de um processo de instalação de plataforma de comunicação visual. Em seu novo formato, o conselho foi ativado em junho, e, com 14 membros (8 da sociedade civil e 6 do Poder Público), é presidido por Thiago Garcia (representante de literatura), com vice-presidência de Milton Vito (segmento de música) e com a secretaria geral assumida por Morgana Monteiro (Secretaria de Comunicação).

Bazar Cafofo comemora três anos com exposições em agosto na Pompeia

Por Luiz Fernando Almeida

Com produtos exclusivos, artesanais e personalizados, o Bazar Cafofo realiza edições todos os fins de semana de agosto, em comemoração aos três anos em atividade. Será a partir de sábado (dia 5), seguindo às sextas-feiras (a partir do dia 11, das 9h às 16h) e aos sábados (das 10h às 17h). A atividade será no Bar Conversa Fiada (Rua Ceará, 68/Santos).

O evento começou na internet para comercializar roupas do ator e produtor cultural Luiz Fernando Almeida, mas acabou tornando-se um espaço multicultural, que reúne moda, música e arte, tudo no mesmo espaço. No bazar, os clientes podem encontrar roupas, acessórios e vários itens exclusivos e personalizados. Em todas as edições haverá testagem de HIV promovida pelo Gapa/BS e o resultado sai na hora, além de arrecadação de 1kg de alimento não perecível que será revertido para ABASE.

Marcas como: Club Filhas da Maria, Giselle Pietrocolla Acessórios, Los Super Elegantes, Alitheia Esotéricos, Maria Flor Acessórios Divos, Kerley Biamchi, Matriz, Lolla Rodriguez, Malu Acessórios, Incantare Paisagens, Giri Shirt, Laço de Fita, Patrícia Castilho, Porque Crochê, Art. em Ordem entre outras já confirmaram presença no mês de Agosto. Os expositores são rotativos então cada edição e diferente e traz produtos variados proporcionando novas experiências ao publico e tornando cada edição única.

O Bazar Cafofo e um espaço onde qualquer um que tenha interesse em empreender nas áreas de moda, arte, design, acessórios, gastronomia e confeitaria pode se jogar – inclusive marcas que já existem, mas que querem se reinventar! A iniciativa já realizou edições em Santos, SP, São Vicente, alem de edições especiais em eventos como Santos Jazz Festival e Sansex Mostra da Diversidade de Santos. Alem disso, outros projetos como: Bazar Cafofinho, Cafofo Novos Talentos, CafofoMob, Cafofo MicroClub, Cafofo Pop Up Store, Cine Cafofo, entre outros, foram realizados. O Bazar também conta com sua marca de produtos personalizados, a Cafofo Pop Up Store que tem lojinha on line, atrelada a sua fanpage.

Câmeras e produtos feitos à mão são atrações do Coletivo dia 6

Por Mariela Gonçalves | Foto: Tatiana Latraia

Dia 6 de agosto, das 15h às 21h, tem O Coletivo – Especial de Dia dos Pais com atrações para toda a família, além, é claro, de produtos vendidos por quem produz em pequena escala e com muito amor. O evento será no Kawabanga Bar (Av. Siqueira Campos, 431/Santos).

Entre os 22 expositores, vai ter a comidinha vegana da chef Dressa Dias, da Doce Jasmin para os adeptos da dieta e para os curiosos saborearem. As louças pintadas à mão pela designer paulistana Alê Abdala estreiam no Coletivo e prometem deixar muita gente de boca aberta com tanta beleza.

Outro destaque é o lançamento das lancheiras térmicas da marca Na Casa Dela Tinha, da designer Aline Tolotti: todas têm porta-talheres e guardanapo feitos de tecido com estampas exclusivas, perfeitos para quem leva sua comida para onde vai e não perde a sustentabilidade de vista.

Papais Dj’s e fotografia analógica

Esta edição terá músicas selecionadas por quatro papais e que prometem ser muito animadas e ecléticas. Outra atração é a exposição de câmeras fotográficas analógicas do acervo dos fotógrafos Fabiano Ignácio e Luiz Arthur Brito da Silveira, que também vão explicar como funciona a revelação de filmes fotográficos. Um prato cheio para os fãs da arte de tirar fotos.

Livro Livre: encontre um livro e ganhe surpresas

O incentivo a leitura, marca registrada do projeto O Coletivo, ganha um novo braço neste mês. Livros serão deixados em locais estratégicos da cidade com um convite do evento e uma surpresa dentro de cada um deles. As pistas sobre os locais onde os títulos serão colocados vão aparecer no Instagram Stories (@coletivoprojeto) e na fanpage do evento no Facebook (facebook.com/ocoletivoprojeto).

Sorteios e ação social

Como sempre rola, cestas com produtos dos expositores da edição do dia 6 serão sorteadas entre os visitantes que comprarem qualquer valor​​​​​​​​​​​​​​​​. Já a ação social deste mês vai arrecadar alimentos para a ONG Grupo Amigos Solidários, que leva refeições para pessoas em situação de rua. Todos podem contribuir levando 1 pacote de arroz, feijão ou macarrão para O Coletivo deste domingo.

>> Expositores e seus segmentos:
Alê Abdala – peças de louça pintadas à mão
Atelier Adriana Fonseca – roupas femininas
Bela Vicky – difusores de ambiente e velas perfumadas
Brigaderia Becker – brigadeiros gourmet
Cake Casamenteiro – empadas e salgados
Coleção Andança – quadros e pôsteres
Cookies Delí – cookies recheados e café
Doce Jasmin – doces e salgados veganos e sem glúten
Dona Frida – roupas femininas
Dona Lolla – objetos decorativos de MDF
Free Design – arte em mosaico
Filhos de Gaia – sabonetes artesanais e veganos
Jaya – acessórios de macramê
Josemar Móveis – luminárias e objetos utilitários de marcenaria
Lanai – roupas e acessórios femininos
Lisa Arte Colorida – objetos e acessórios de crochê
Lothe – acessórios femininos feitos à mão
Marias – brincos, colares e acessórios criativos
Na Casa Dela Tinha – bolsa, lancheiras, clutches e acessórios colecionáveis
Nós – plant hangers e prateleiras de macramê
Santo Cake – cheesecakes de diversos sabores
Vis – joias unissex de pedras naturais e carteiras de couro

 

Em 2 dias, mais de 300 inscritos nas Oficinas Culturais de SV; veja vagas abertas

Por Prefeitura de São Vicente

O início das inscrições para as Oficinas Culturais serviu para mostrar que a população de São Vicente estava com saudade do projeto. Em apenas dois dias, mais de 300 pessoas procuraram os locais indicados para se cadastrar aos cursos oferecidos no Município.

Segundo a Secretaria da Cultura (Secult), os cursos mais procurados são dança de salão, danças urbanas e teatro. Ao todo, há 1,5 mil vagas disponíveis, sendo que as inscrições seguem até sexta-feira (4). “As Oficinas Culturais são a ferramenta de transformação da sociedade, proporcionando atividades e ocupação para crianças, jovens, adultos e melhor idade”, destaca Fábio Lopez, secretário de cultura.

Quem tiver interesse em se inscrever, deve ir à sede das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, no Catiapoã) ou na Subprefeitura da Área Continental (Avenida Ulisses Guimarães, 211, no Jardim Rio Branco). O atendimento ao público ocorre das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, em ambos os locais.

Para a inscrição é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A idade mínima para participar dos cursos é de 8 anos, sendo que todos os menores de idade devem ir acompanhados dos pais.

As aulas começam no próximo dia 7 (segunda) e serão realizadas em três locais, dependendo do curso: nas Oficinas Culturais, na Vila de São Vicente e na Subprefeitura. Mais informações pelo número (13) 3468-8636. Confira abaixo a programação:

>> Dança cigana – Professora Cristiane
Segunda-feira, das 10 às 11h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 11 às 12h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);
Segunda-feira, das 15 às 16h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 16 às 17h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Gil de Brito
Segunda-feira, das 14 às 16h – pintura em tela infantil (de 8 a 12 anos);
Quarta-feira, das 14 às 16h – pintura em tela adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Roque (Vila de São Vicente);
Terça-feira, das 14 às 16h (de 8 a 12 anos);
Quinta-feira, das 14 às 16h (a partir dos 13 anos);

>> Dança de salão – Professor José Diógenes
Segunda-feira, das 19 às 20h (a partir dos 16 anos);

>> Capoeira – Mestre Elias
Segunda e quarta-feira, das 19h30 às 21h (a partir de 8 anos);

>> Oficina de máscara – Professor Rodrigo Caesar
Terça e quinta-feira, das 15 às 18h – Vila de São Vicente (a partir dos 13 anos);

>> Violão – Professor Sandro Oliveira (alunos têm que trazer o violão)
Segunda-feira, das 14 às 15h e das 15 h30 às 16h30 (de 16 a 49 anos);

>> Canto coral – Professora Jodeily Araujo
Quarta-feira, das 18 às 19h30 (a partir dos 16 anos);

Oficinas culturais Poiesis (Secretaria de Cultura do Estado):

>> Dança de rua – Professor Alessandro Cardoso
Terça-feira, das 10h30 às 12h e das 14 às 15h30; a partir de 9 anos (Subprefeitura de São Vicente – Área continental);

>> Audiovisual – Professor Stevie Lopes
Como gravar e fotografar com seu celular – segunda-feira, das 19 às 22h (a partir dos 16 anos – oficinas culturais);

>> Teatro – Professora Maria Tornatore
Quarta-feira, das 14 às 17h (a partir dos 16 anos – Vila de São Vicente).

 

Confira a agenda do Sesc Santos entre os dias 10 e 16

Por Sesc Santos

Confira a programação do Sesc Santos entre os dias 10 e 16/jul, na Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos.

O LANÇADOR DE FOGUETES – GRUPO DE TEATRO DE PERNAS PRO AR – RS

O lançador de foguetes é um personagem instigante que está à procura do lugar ideal. Converge o espaço físico e a energia do público, elementos essenciais para a excelência de sua experiência científica. Deslocando-se com destreza pela rua usando seu triciclo recheado de elementos cênicos, calcula os fenômenos físicos que podem interferir nesta jornada. Utiliza os malabares circenses e as engenhocas astrológicas para medir as distâncias, calcular o vento e sentir as energias. Busca parceiros para esta jornada, computa todas as informações e por meio de uma trilha sonora empolgante e curiosa lança seus foguetes… ideias ao ar. ATENÇÃO!

Nem sempre as medições, coordenadas insufladas em função das correntes marítimas ventais hexagonais, somadas à ação gravitacional do planeta em mudança e à energia materializada do pensamento proporcionam um lançamento com excelência… Quadra externa. Livre | Grátis. 16/07. Domingo, às 17h30.

LUGARES DO ROCK: KINGS OF THE QUEEN

O show tributo apresenta todas as fases e vertentes do icônico quarteto britânico. O repertório e o figurino foram escolhidos com referência no clássico show de Wembley (86), poéem todos os grandes hits dos anos seguintes até a morte de Freddie Mercury, líder da banda, também são executados. Aldre Lima – Voz; Andy Sabino – Guitarra e vocal; Paulo Faria – Baixo. Pedro Tinello – Bateria e vocal; André Willian – Piano e Teclados. Comedoria. Não recomendado para menores de 16. Grátis. 13/07. Quinta, às 21h. Retirada de ingressos a partir das 10h do dia do espetáculo.

DANÇA: ABÔ – GRUPO GRIAL

Abô é um espetáculo em defesa das raízes afro-brasileiras e tem como cerne as mitologias que habitam os rituais de Candomblé. A montagem não leva à cena rituais religiosos nem a dança dos orixás, mas, sim, um olhar sobre estas expressões a partir de um conceito e uma estética particulares da dança contemporânea. Na religião afro-brasileiro Abô é o nome dado ao banho de ervas de purificação do corpo e repele todos os maus espíritos. Para o Grupo Grial, Abô é o banho de africanidade tão necessário à construção de uma escritura em dança pesquisada há 20 anos. Teatro Não recomendado para menores de 16. R$ 10,00. R$ 5,00 (meia). Grátis (credencial plena). 13/07 – Quinta, das 21h às 22h. 14/07 – Sexta, das 21h às 22h.

CINEMA E AMBIENTE

‘Trono Manchado de Sangue’ – Japão, século XVI. As guerras civis sacodem o país. Dois valentes samurais, os generais Washizu Taketori (Toshiro Mifune) e Miki (Minoru Chiaki), regressam aos seus domínios depois de uma batalha vitoriosa. No caminho, uma misteriosa senhora profetizao futuro de Washizu: o guerreiro se converterá no Senhor do Castelo do Norte. A partir deste fato Washizu, auxiliado por sua esposa Asaji Isuzu Yamada, se vê imerso numa trágica e sangrenta luta pelo poder. Sala 1. Livre | Grátis. 14/07. Sexta, às 19h.

‘Era o Hotel Cambridge’ – Exibição seguida de bate-papo com Carla Caffé e Carmem Silva. A exibição do filme, a história de ocupação de um prédio abandonado em São Paulo, e o livro, o registro do processo de pré-produção do longa, convidam à reflexão e debate com a diretora Eliane Café, a escritora Carla Café e moradores do antigo Hotel Cambridge sobre a moradia nos grandes centros urbanos, tema que está vinculado à ideia de Sustentabilidade desse nosso planeta Terra, por isso, vinculamos ao projeto Cinema e Ambiente. Além da introdução da autora Carla Caffé, ‘Era o hotel Cambridge’ traz textos de Eliane Caffé, Jorge Lobos, Lucia Santaella, Nabil Bonduki e Raquel Rolnik, além de uma entrevista com Carme. Não recomendado para menores de 12. Grátis. 15/07. Sábado, às 15h.

CINE DANCE!

O público se apropria de coreografias icônicas do cinema nesta instalação interativa. Munidos de figurino e fones de ouvido, os participantes dançam guiados por cenas como os clássicos passos de Gene Kelly na chuva, de Singin’ In The Rain, ou a dança imperdível de Jennifer Grey e Patrick Swayze em Dirty Dancing. Livre | Grátis. 08 a 30/07. Sábados e domingos, das 15h às 16h.

MOSTRA TEATRO DE ANIMAÇÃO COM CIA. ARTICULARTE

‘A Cuca Fofa’, com a Cia Articularte – O espetáculo inventa e conta de forma singela uma lenda de duelo entre o Abaporu e o mágico Boi da Lua pela disputa do amor da Negra Tarsila. O Passarinho Verde fofoca e aumenta a notícia do duelo e tudo se transforma em uma confusão tamanha, que a Negra Tarsila terá que resolver com a ajuda de entes fantásticos como a Urutu, a Uiara e a Cuca. Através da técnica de Teatro de Bonecos adaptado da arte oriental Bunraku, a peça é inspirada na obra da artista plástica Tarsila do Amaral, considerada a sinhazinha do Modernismo Brasileiro, importante movimento da cultura brasileira que completou 90 anos em 2012. Comedoria. Livre | Grátis. 15/07. Sábado, às 17h30.

PROGRAMAÇÃO DO CINEFÉRIAS

Férias é momento de relaxar e, pensando nisso, criamos um espaço especial para reunir as crianças interessadas em curtir um cineminha! Todas as sextas do mês de julho, um filme diferente para curtir. Sala 1. Livre | Grátis. 07 a 28/07. Sextas, às 15h. Confira a programação:

>> 07/07: ASTERIX E O DOMÍNIO DOS DEUSES, de Louis Clichy (FRA, 2016)
>> 14/07: A PRINCESA MONONOKE, de Hayao Miyazaki (JAP, 1999)
>> 21/07: O MENINO E O MUNDO, de Alê Abreu (BRA, 2014)
>> 28/07: O CONTO DA PRINCESA KAGUYA, de Isao Takahata (JAP, 2015)

PROCURANDO DORY – 3D

Um ano após ajudar Marlin (Albert Brooks) a reencontrar seu filho Nemo, Dory (Ellen DeGeneres) tem um insight e lembra de sua amada família. Com saudades, ela decide fazer de tudo para reencontrá-los e na desenfreada busca esbarra com amigos do passado e vai parar nas perigosas mãos de humanos. Direção de : Andrew Stanton, Angus MacLane. Duração 1h37. Teatro. Livre | Grátis. 16/07. Domingo, às 16h.

Em solenidade, Plano de Cultura de Santos é sancionado dia 11

Por Lincoln Spada | Imagem: Alvarez

O Plano Municipal de Cultura de Santos será tema de sessão solene nesta terça-feira (dia 11), às 15 horas, no Salão Nobre da Prefeitura (Praça Mauá, s/nº, 1º andar). Com a ausência nesta última semana do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, cabe ao vice-prefeito Sandoval Soares presidir e sancionar o projeto de lei recém-aprovado na Câmara.

> Acesse aqui o Plano Municipal de Cultura

Trata-se de um rico documento que estabelece 21 metas e mais de 260 ações para o Poder Público se guiar nas políticas do setor até 2026. Enquanto futura lei, será o primeiro plano de cultura desenvolvido pela cidade. Fruto de uma construção conjunta pela classe artística, comunidade e Poder Público, desenvolvida desde o início de 2015 e embasada no acordo técnico da Prefeitura e Governo Federal desde 2013 para adesão de Santos no Sistema Nacional da Cultura.

Desafios e metas

O plano aponta para diversos desafios que a Secult terá que realizar na próxima década. Entre eles: o aumento gradual do orçamento público para a secretaria; a criação de um sistema de informações e indicadores culturais com maior transparência à população; a transversalidade das políticas culturais com outras pastas; a realização de um mapeamento cultural da Cidade; a maior valorização dos coletivos artísticos por meio de fomento, formação, financiamento e difusão de ações e programas.

Também constam como desafios: atualizar e ampliar o foco com a mídia regional e fomentar os meios de mídia livre, alternativa e comunitária; alternância dos modelos de gestão compartilhada com a sociedade civil, como por exemplo, editais de ocupação artística em equipamentos públicos; e legitimar as manifestações culturais em espaços públicos, como praças e parques.

As 21 metas estabelecidas pelo Plano Municipal de Cultura tem como objetivo principalmente na criação, ampliação ou garantia de programas públicos referentes à indicadores culturais, preservação de patrimônios e espaços museológicos, ações de fomento e difusão ao audiovisual, às artes cênicas, ao artesanato, à literatura, reconhecimento e valorização das artes urbanas e culturas tradicionais e populares, como a caiçara, as de matrizes africanas e a capoeira, entre outras ações e segmentos envolvidos.