Balé jovem de SV conquista primeiros lugares no maior festival de dança do mundo

Por Prefeitura de São Vicente

O Balé Jovem de São Vicente conquistou importantes premiações para a Baixada Santista no Festival de Dança de Joinville. Foram cinco primeiros lugares, um segundo lugar e quatro indicações especiais. Sob direção de Geyssa Alencar e Sabrina Olimpio, o Balé Jovem participa do Festival de Dança de Joinville desde 2010 com trabalhos dos alunos da escola e vem recebendo constante reconhecimento dos jurados e curadoria do festival.

“Os prêmios em festivais acabam servindo como estímulo para quem participa. Sempre é muito bom ouvir a opinião de outros profissionais e poder confirmar que estamos no caminho certo.” exalta Sabrina Olimpio. “É um orgulho receber esse reconhecimento de um festival, ver o crescimento de nossos bailarinos nos palcos. Trazer tantas premiações para São Vicente é um grande reconhecimento para o nosso trabalho” conclui Geyssa Alencar.

Festival de Dança de Joinville

O Festival de Dança de Joinville é considerado o maior Festival de Dança do Mundo, pelo Guiness Book. Reúne o maior número de participantes e tem, em média, um público de aproximadamente 4 mil pessoas por dia. Para participar do festival os grupos devem enviar a filmagem da coreografia completa e esperar o resultado da seletiva. São enviados mais de mil trabalhos para serem avaliados e aproximadamente 170 coreografias são selecionadas para participar do palco principal de competição

Premiações:

>> 1º Lugar Grand Pas de Deux Junior
Coreografia: Carnaval em Veneza – Bailarinos: Luiza Almeida e Yago Guerra
>> 1º Lugar Variação Feminina Junior
Coreografia: Dulcinéia – Bailarina: Luiza Almeida
>> 1º Lugar Solo Neoclássico Junior
Coreografia: Por um triz – Bailarino: Vitor Vaz
>> 1º Lugar Variação Masculina Infantil
Coreografia: O Bobo da Corte – Bailarino: Andrey Jesus
>> 1º Lugar Solo Neoclássico Infantil
Coreografia: Por um instante – Bailarino: Andrey Jesus
>> 2º Lugar Conjunto de Repertório Infantil
Coreografia: Amigas de Clara

 

Martins Fontes é o homenageado no Sarau Um Autor na Ciranda Poética

Por Clara Sznifer

O projeto Sarau ‘Um Autor na Ciranda Poética’ homenageia o escritor Martins Fontes neste sábado (dia 5), às 15h30, na Aliança Francesa de Santos (Rua Rio Grande do Norte, 98/Santos). O evento tem coordenação literária de Clara Sznifer e coordenação musical de Roberto Soares.

Curta-metragem

Um dos destaques é a exibição do filme ‘Como é Bom Ser Bom’. Trata-se de um curta-metragem que mostra um episódio da vida do médico e poeta santista José Martins Fontes (1884 – 1937). Com idealização do cineasta santista Carlos Oliveira e do ator Osvaldo Araújo, aborda o caso em que Martins Fontes realizou, em seu consultório particular, o tratamento de uma grave doença de uma senhora que não tinha condições financeiras de pagar as consultas.

Mostra Cine Debate #DOC será realizada no Cine Arte Posto 4

Por Dino Menezes

Com o intuito de questionar e debater os problemas da sociedade por meio do cinema, a primeira edição do ‘#Doc’ traz a exibição das produções ‘Noisdarua’ e ‘Luz, Câmera, Inclusão – Um filme sobre a Luta Antimanicomial’. Logo após a sessão haverá debate com Rafael Moreira, doutor e mestre em ciência politica pela USP; Leonel Lobo, assistente social; e com o cineasta Dino Menezes. A sessão gratuita será nesta quarta-feira (dia 2), às 21h, no Cine Arte Posto 4 – Sala Rubens Ewald Filho (Orla do Gonzaga).

>> “NOISDARUA”
O filme é uma homenagem aos 80 anos do dramaturgo santista Plínio Marcos. Foi produzido a partir de uma passeata de moradores de rua. Um mergulho no mundo dos excluídos, invisíveis a uma sociedade cega e a um sistema excludente. Produção Dino Filmes. Cor /10m26s / Doc / Santos SP

>> “Luz, Câmera, Inclusão, Um filme sobre a Luta Antimanicomial.”
A obra faz uma viagem de volta à década de 1980 para contar a história da Casa de Saúde Anchieta, em Santos, que naquela época ficou conhecida como Casa dos Horrores. O lugar era um retrato do abandono e descaso dos manicômios espalhados pelo Brasil, sempre marcados pela superlotação, falta de profissionais, maus-tratos. Cor / 30m / Doc / Santos SP

 

Instituto GPA abre inscrições para cursos musicais em Santos

Por Secult Santos

O Instituto Grupo Pão de Açúcar (GPA) abre nesta terça-feira (1º), inscrições gratuitas para o Programa de Música e Orquestra Instituto GPA. Até o dia 11 de agosto, jovens de 10 a 18 anos de idade podem se candidatar para aulas de violino, viola, violoncelo ou contrabaixo.

Interessados devem comparecer de segunda a sexta-feira, no estacionamento coberto do hipermercado Extra (Av. Dona Ana Costa, 340, Gonzaga), em frente aos caixas eletrônicos, portando RG e comprovante de residência. Menores de idade devem vir acompanhados de um responsável.

Os cursos têm duração de 2 anos, com duas aulas semanais de uma hora e meia, realizadas no mesmo local onde ocorrerá a inscrição. Não é necessário possuir nenhum tipo de conhecimento musical e o aluno não precisa ter o instrumento. Informações pelo telefone 3223-1900.

Concerto no Teatro Municipal

No próximo dia 25, às 20h, a Orquestra do Instituto GPA realiza concerto gratuito no Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Formada em 2000, exclusivamente por jovens que passaram pelo programa de música, conta atualmente com dois grupos de musicistas, compostos por até 40 jovens cada, com idades entre 12 e 21 anos.

A proposta da Sinfônica é levar a música clássica com apresentações gratuitas e abertas. Os concertos são didáticos e o público é convidado a participar do espetáculo. Com mais de 800 concertos no currículo e um público de mais de 300 mil pessoas, a Orquestra Instituto GPA se apresenta por todo o Estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e também fora do Brasil. Já executou concertos na Argentina, Estados Unidos, França e Itália, sempre sob a batuta do Maestro Daniel Misiuk.

 

 

Centenário da estada de Milhaud no Brasil é celebrado no Sesc Santos

Por Leonardo Zufo

O Sesc Santos realiza nos dias 2 e 3 de agosto, quarta e quinta-feira, evento comemorativo do centenário da vinda do compositor francês Darius Milhaud (1892-1974) ao Brasil. Das 18h30 às 20h30 haverá discussões e reflexões no auditório, e das 20h30 às 22h apresentações musicais comentadas no teatro e no auditório. A entrada é franca.

O objetivo é promover a reflexão em torno da conexão de Milhaud com o cenário artístico nacional e o diálogo com a música e os músicos brasileiros, apenas possível pela sua estadia no Rio de Janeiro entre fevereiro de 1917 a novembro de 1918, período em que trabalhou junto ao escritor Paul Claudel, então embaixador da França.

Por outro lado, o evento é uma ampliação do debate musical no momento em que a cidade de Santos torna-se, momentaneamente, a capital da musicologia internacional ao sediar o III Congresso da Associação Regional para América Latina e Caribe da Sociedade Internacional de Musicologia (ARLAC/IMS), que acontece pela primeira vez no Brasil.

As discussões/reflexões acontecem com os profs. Drs. Heloisa Duarte Valente, Diósnio Machado Neto, Tânia Garcia e Profa. Ms. Cibele Palopoli, com mediação da profa. Dra. Lina Noronha. As apresentações musicais contam com a pianista Danieli Longo Benedetti e o Quarteto de Cordas Martins Fontes.

Serviço
2 e 3 de agosto de 2017.
18h30 às 20h30 discussões/ 20h30 às 22h apresentações musicais
Sesc Santos. Auditório e teatro. Grátis.
Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos
Programação completa: http://bit.ly/2tRRzts

 

‘Memórias Gravadas – A Historia de Ruth’ está em exposição no PDA

Por Prefeitura de Praia Grande

A exposição “Memórias Gravadas – A História de Ruth”, da artista Ruth Sprung Tarasantchi, segue até o próximo dia 12 na Galeria Nilton Zanotti, no Palácio das Artes (PDA). Cada imagem criada retrata uma história da infância da artista, vivida no período da II Guerra Mundial. As figuras são povoadas por personagens, sentimentos, paisagens, costumes e lembranças de sua origem judaica.

Para quem ainda não acompanhou de perto os traços marcantes de Ruth Sprung Tarasanthi, mas ficou curioso , a mostra é gratuita e pode ser visitada de terça a sábado, das 14h as 17h30. Nas gravuras autobiográficas da série “A História de Ruth”, narradora e protagonista revelam suas memórias, como num folhear do álbum de fotografias da família, ao redor do qual era tradição contar as histórias dos antepassados.

“A História de Ruth” é dividida e ilustrada em três fases: fase 1 na Iugoslávia; fase 2 na II Guerra Mundial e a fase 3 quando chega e se estabelece no Brasil, onde Ruth afirma o interesse pelas Artes Plásticas, em seus mais diferentes aspectos e passa a frequentar as aulas na Faculdade de Belas Artes de São Paulo.

Localização

A Galeria Nilton Zanotti fica sediada no Palácio das Artes, na Avenida Presidente Costa e Silva, 1.600, Bairro Boqueirão.

 

Em 2 dias, mais de 300 inscritos nas Oficinas Culturais de SV; veja vagas abertas

Por Prefeitura de São Vicente

O início das inscrições para as Oficinas Culturais serviu para mostrar que a população de São Vicente estava com saudade do projeto. Em apenas dois dias, mais de 300 pessoas procuraram os locais indicados para se cadastrar aos cursos oferecidos no Município.

Segundo a Secretaria da Cultura (Secult), os cursos mais procurados são dança de salão, danças urbanas e teatro. Ao todo, há 1,5 mil vagas disponíveis, sendo que as inscrições seguem até sexta-feira (4). “As Oficinas Culturais são a ferramenta de transformação da sociedade, proporcionando atividades e ocupação para crianças, jovens, adultos e melhor idade”, destaca Fábio Lopez, secretário de cultura.

Quem tiver interesse em se inscrever, deve ir à sede das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, no Catiapoã) ou na Subprefeitura da Área Continental (Avenida Ulisses Guimarães, 211, no Jardim Rio Branco). O atendimento ao público ocorre das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, em ambos os locais.

Para a inscrição é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A idade mínima para participar dos cursos é de 8 anos, sendo que todos os menores de idade devem ir acompanhados dos pais.

As aulas começam no próximo dia 7 (segunda) e serão realizadas em três locais, dependendo do curso: nas Oficinas Culturais, na Vila de São Vicente e na Subprefeitura. Mais informações pelo número (13) 3468-8636. Confira abaixo a programação:

>> Dança cigana – Professora Cristiane
Segunda-feira, das 10 às 11h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 11 às 12h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);
Segunda-feira, das 15 às 16h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 16 às 17h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Gil de Brito
Segunda-feira, das 14 às 16h – pintura em tela infantil (de 8 a 12 anos);
Quarta-feira, das 14 às 16h – pintura em tela adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Roque (Vila de São Vicente);
Terça-feira, das 14 às 16h (de 8 a 12 anos);
Quinta-feira, das 14 às 16h (a partir dos 13 anos);

>> Dança de salão – Professor José Diógenes
Segunda-feira, das 19 às 20h (a partir dos 16 anos);

>> Capoeira – Mestre Elias
Segunda e quarta-feira, das 19h30 às 21h (a partir de 8 anos);

>> Oficina de máscara – Professor Rodrigo Caesar
Terça e quinta-feira, das 15 às 18h – Vila de São Vicente (a partir dos 13 anos);

>> Violão – Professor Sandro Oliveira (alunos têm que trazer o violão)
Segunda-feira, das 14 às 15h e das 15 h30 às 16h30 (de 16 a 49 anos);

>> Canto coral – Professora Jodeily Araujo
Quarta-feira, das 18 às 19h30 (a partir dos 16 anos);

Oficinas culturais Poiesis (Secretaria de Cultura do Estado):

>> Dança de rua – Professor Alessandro Cardoso
Terça-feira, das 10h30 às 12h e das 14 às 15h30; a partir de 9 anos (Subprefeitura de São Vicente – Área continental);

>> Audiovisual – Professor Stevie Lopes
Como gravar e fotografar com seu celular – segunda-feira, das 19 às 22h (a partir dos 16 anos – oficinas culturais);

>> Teatro – Professora Maria Tornatore
Quarta-feira, das 14 às 17h (a partir dos 16 anos – Vila de São Vicente).