Santos e Região, 31 de agosto

“O QUE O MORDOMO VIU” NO COLISEU
20h | Teatro Coliseu – Rua Amador Bueno, 237/Santos | R$ 50 a R$ 150
a2A história gira em torno do psiquiatra Dr. Arnaldo e sua atraente secretaria, Denise Barcca. O espetáculo começa com a secretária sendo examinada pelo doutor, durante uma entrevista de emprego. Como parte da entrevista ele a convence a se despir. A situação vai se tornando mais intensa, à medida que a entrevista avança, até a entrada em cena da Sra. Mirta, esposa de Dr. Arnaldo. Aos poucos vão aparecendo outros personagens, enriquecendo ainda mais a trama.

“SE O ANACLETO SOUBESSE” NA PINACOTECA
17h | Pinacoteca Benedito Calixto – Av. Bartolomeu de Gusmão, 15/Santos | Grátis
Uma comédia de circo-teatro, “Se o Anacleto soubesse” de Paulo Orlando, conta as trapalhadas de Anacleto, um chefe de família totalmente dominado por sua esposa, que resolve aventurar-se em noite de farra na companhia de seu amigo Tobias. O que eles não contavam era com a visita inesperada de uma certa dama que conheceram na noite anterior e começam a usar vários truques para contornar a situação, o que os deixam cada vez mais enrolados, a menos que Anacleto reverta esse jogo. O espetáculo foi produzido na Tescom e Cia Dramatúrgica Oficina. Texto: Paulo Orlando. Direção: Alex Felix e Marco França. No elenco: Alessandra Santana, Alex Sandro Menezes. Denise Braga, Henrique Ribeiro, Jorge Pestana, Katya Ranieri, Mariza Rodrigues, Miriâ Pessoa, Sandra Santos, Val Nascimento.

“OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO” NO TEATRO DO KAOS
20h | Teatro do Kaos – Praça Joaquim Montenegro, 34/Cubatão | Grátis
a2A peça é escrita por Cícero Lopes e dirigida por Marcos Felipe. O espetáculo apresenta o universo de Poim, um migrante nordestino que vem para São Paulo em busca de seus sonhos. Através de suas recordações, o personagem passa a reconstruir a vida e criar novos pontos de vista e percepções para problemas comuns do mundo contemporâneo. Com indicação etária para maiores de 16 anos, a obra trata da migração nordestina, homossexualismo e distrofia muscular, dentre outros temas, em montagem que une cinema, música, artes visuais, dança e teatro de bonecos.

PROJETO TREM CULTURAL
15h | Casa do Trem Bélico – Rua Tiro Onze, 11/Santos | Grátis
O grupo Vigora de Dança faz a intervenção cênica “O que nos prende”, seguido da peça do Grupo Janela de Teatro “A Ilha Desconhecida”, livremente baseada no conto de José Saramago, dirigida por Eduardo Ferreira e encenada por Rodrigo Santana, Lucas Onofre, Gisele Prudêncio e Heitor Vallim.

“HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO” NO SESC-SANTOS
11h e 16h | Sesc-Santos – Rua Cons. Ribas, 136/Santos | Grátis
Leonardo, um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel chega à sua escola, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Diretor: Daniel Ribeiro.

CAMERATA DE VIOLÕES BRASILIS NA PINACOTECA
17h | Pinacoteca Benedicto Calixto – Av. Bartolomeu de Gusmão, 15/Santos | Grátis
O repertório da Camerata passeia pela música brasileira, incluindo temas de grande sucesso no cinema nacional e internacional, explorando uma vertente musical de grande valor, que são as trilhas sonoras de games e animês.

BANDA ALPHAVILLE NO VASCO DA GAMA
20h | Clube de Regatas Vasco da Gama – Av. Almirante Saldanha da Gama, 33/Santos | Grátis para sócios | R$ 10 para não-sócios,