Arquivo da tag: bar

Câmeras e produtos feitos à mão são atrações do Coletivo dia 6

Por Mariela Gonçalves | Foto: Tatiana Latraia

Dia 6 de agosto, das 15h às 21h, tem O Coletivo – Especial de Dia dos Pais com atrações para toda a família, além, é claro, de produtos vendidos por quem produz em pequena escala e com muito amor. O evento será no Kawabanga Bar (Av. Siqueira Campos, 431/Santos).

Entre os 22 expositores, vai ter a comidinha vegana da chef Dressa Dias, da Doce Jasmin para os adeptos da dieta e para os curiosos saborearem. As louças pintadas à mão pela designer paulistana Alê Abdala estreiam no Coletivo e prometem deixar muita gente de boca aberta com tanta beleza.

Outro destaque é o lançamento das lancheiras térmicas da marca Na Casa Dela Tinha, da designer Aline Tolotti: todas têm porta-talheres e guardanapo feitos de tecido com estampas exclusivas, perfeitos para quem leva sua comida para onde vai e não perde a sustentabilidade de vista.

Papais Dj’s e fotografia analógica

Esta edição terá músicas selecionadas por quatro papais e que prometem ser muito animadas e ecléticas. Outra atração é a exposição de câmeras fotográficas analógicas do acervo dos fotógrafos Fabiano Ignácio e Luiz Arthur Brito da Silveira, que também vão explicar como funciona a revelação de filmes fotográficos. Um prato cheio para os fãs da arte de tirar fotos.

Livro Livre: encontre um livro e ganhe surpresas

O incentivo a leitura, marca registrada do projeto O Coletivo, ganha um novo braço neste mês. Livros serão deixados em locais estratégicos da cidade com um convite do evento e uma surpresa dentro de cada um deles. As pistas sobre os locais onde os títulos serão colocados vão aparecer no Instagram Stories (@coletivoprojeto) e na fanpage do evento no Facebook (facebook.com/ocoletivoprojeto).

Sorteios e ação social

Como sempre rola, cestas com produtos dos expositores da edição do dia 6 serão sorteadas entre os visitantes que comprarem qualquer valor​​​​​​​​​​​​​​​​. Já a ação social deste mês vai arrecadar alimentos para a ONG Grupo Amigos Solidários, que leva refeições para pessoas em situação de rua. Todos podem contribuir levando 1 pacote de arroz, feijão ou macarrão para O Coletivo deste domingo.

>> Expositores e seus segmentos:
Alê Abdala – peças de louça pintadas à mão
Atelier Adriana Fonseca – roupas femininas
Bela Vicky – difusores de ambiente e velas perfumadas
Brigaderia Becker – brigadeiros gourmet
Cake Casamenteiro – empadas e salgados
Coleção Andança – quadros e pôsteres
Cookies Delí – cookies recheados e café
Doce Jasmin – doces e salgados veganos e sem glúten
Dona Frida – roupas femininas
Dona Lolla – objetos decorativos de MDF
Free Design – arte em mosaico
Filhos de Gaia – sabonetes artesanais e veganos
Jaya – acessórios de macramê
Josemar Móveis – luminárias e objetos utilitários de marcenaria
Lanai – roupas e acessórios femininos
Lisa Arte Colorida – objetos e acessórios de crochê
Lothe – acessórios femininos feitos à mão
Marias – brincos, colares e acessórios criativos
Na Casa Dela Tinha – bolsa, lancheiras, clutches e acessórios colecionáveis
Nós – plant hangers e prateleiras de macramê
Santo Cake – cheesecakes de diversos sabores
Vis – joias unissex de pedras naturais e carteiras de couro

 

Rodrigo Savazoni é o convidado da nova edição do ‘Terça+’ no Mundi Bar

Por Coletivo MAIS

O coletivo Música Autoral e Independente Santista (Mais) realiza uma nova edição do Terça+, que se trata-de um bate-papo com Rodrigo Savazoni, pocket show com Carlos Tatu e Art Radical e palco aberto aos artistas regionais. O evento será nesta terça (dia 18), às 19h, no Mundi Restaurante Bar (Av. Siqueira Campos, 554/Santos). Entrada franca.

Caros amigos, já faz tempo que a classe musical santista expressa algumas tentativas de diálogo coletivo. Um olhar atento a história é suficiente para perceber o quanto organizar-se em grupo é importante para enriquecer o campo profissional, político e artístico de cada segmento da sociedade. Discutir, encontrar consenso e agir em grupo é, quase sempre, mais eficiente do que o grito individual.

Acreditamos que esta união faz a força e queremos criar novamente um movimento autoral que crie cena para a grande demanda que temos na região. Eis que, partimos para a terceira, novamente no Mundi Restaurante Bar, localizado no Canal 4, 554, que abre as portas para a classe musical poder discutir questões relativas a Baixada Santista, conhecer um pouco mais da nossa produção e proporcionar momentos de troca artística. Todos os músicos, produtores e interessados estão convidados!

Marcus Cabaleiro expõe ‘Aquarela Santista’ no Bar Casa Velha

Por Lívia Scapuccin

‘Aquarela Santista’ é a nova exposição fotográfica que se encontrará na mostra permanente da Casa Velha de Santos (Bulevar Othon Feliciano, 10). A mostra de Marcus Cabaleiro estará num varal individual a partir da próxima sexta-feira (dia 3), às 20h, e segue até 19 de março, das 10h às 23h. O evento é uma realização da Associação Santista de Fotografia, com apoio do EmBazar.

Nascido em Santos, Cabaleiro é repórter fotográfico, formado em Fotografia (Unip/2011) e aprimorou seus conhecimetnos em Photoshop e Linguagem Fotográfica, com José Alberto Sarquis. Diversas imagens de sua autoria foram publicadas em livros, revistas, jornais e sites.

Cobriu shows e eventos esportivos, foi jurado, ministrou workshops e participou de inúmeras exposições. Por exemplo, em 2016, ministrou o workshop de Fotografia sobre Linhas Geométricas pela Oficina Cultural Pagu no Museu da Imagem e do Som de Santos. Cada visitante poderá levar uma foto exposta no varal como recordação a partir do dia 17.

 

Diego Alencikas e Rodrigo Suzuki fervem o Porto Brasil de forró

Por Diego Alencikas

Neste sábado (28/jan), o Bar Porto Brasil (Rua XV de Novembro, 18/Santos) recebe dois convidados para dar aquela carregada no tempero da noite e fazer o povo arrastar a chinela!

Revelação no cenário musical da baixada, Diego Alencikas manda ver no forró, acompanhado pelo fiel sanfoneiro Rodrigo Suzuki. E é o Conrado Pouza quem abre a noite junto com Evan Junior as 23h e fecha após o forró, até as 4h da matina.

Mundi Restaurante recebe show de Lua Marina, Ugo Castro e Nicolo de Caro

Informações de Ugo Castro Alves

O Mundi Restaurante Bar receberá a cantora Lua Marina e os músicos Ugo Castro Alves e Nicolo de Caro para uma noite de muita música brasileira. O show será nesta sexta-feira (dia 20), às 20h, na Av. Siqueira Campos, 544, Santos.

No repertório, os grandes mestres da MPB e composições autorais, com samba, baião, maracatu, ijexá, xote e outros ritmos. O Mundi traz para Santos um novo conceito, com um cardápio com pratos do mundo. Com entrada franca.

 

No ‘Forró no Escuro’, a Gambiarra agita o Bujas Garagem Bar

Por Lincoln Spada

Nesta quinta-feira, a partir das 21h, o Bujas Garagem Bar (Av. Washington Luiz, 323/Santos) conta com ‘Forró no Escuro’. A festa tem como tema o Halloween e o traje sugerido é preto ou roxo.

O ritmo será dado pela banda Gambiarra. Grupo original da cidade de São Vicente, tem em seus shows as músicas mais conhecidas do cenário forró universitário e do tradicional pé de serra, que marcaram época e que estão em auge no momento. Mas músicas próprias também é o forte da banda, que em 2011 acaba de lançar seu primeiro EP.

Com show diferenciado, a banda faz versões de músicas de Luiz Gonzaga, Dominguinhos e das mais consagradas bandas como Falamansa, Rastapé, Circulado de Fulô, Forróçacana, Alçeu Valença, Peixelétrico, Estakazero, Zé Ramalho entre outros, onde são executados com uma roupagem própria, colocando sempre o feeling da banda em evidência.

O conjunto é formado por: Reinaldo Cabelo (Vocal e violão), Leonardo Cabelinho (triângulo e percussão), Diego Negão (Vocal e zabumba), Rodrigo Damaceno (Sanfona) e Leandro Santos (roudie).

 

Xande de Pilares se apresenta nesta quarta no Baccará em Santos

Por Baccará Bar e Grill e assessoria de Xande de Pilares

No dia 26 de outubro (quarta-feira), às 22 horas, o músico Xande de Pilares é o convidado do projeto Quarta do Samba com o Trio de Ferro, no Baccará Bar e Grill (Rua Oswaldo Cochrane, 64/Santos). Ingressos e valores na bilheteria local.

Ele leva Pilares no nome, mas foi no Morro da Chacrinha, no Rio, que a história musical de Xande começou. “Lá em casa tinha um quintal enorme. E todo mundo fazia festa. Um tio tocava violão, outro cavaquinho e bandolim. Meu avô, acordeão. Minha avó e minha mãe cantavam. Faziam grandes reuniões e eu, pequenininho, ficava quieto assistindo a tudo”.

Quando era criança, quase não saía de casa. Só restava ao pequeno Alexandre uma alternativa: o violão, que ficava no canto da sala. “Fui aprendendo a tocar com meu tio Mauro Roberto e também com aquelas revistinhas que mostravam a posição dos dedos.”

Durante os anos 80, levado pelo seu primo, começou a frequentar os pagodes que se espalhavam pelo subúrbio do Rio. O Cacique de Ramos foi o primeiro que conheceu. “Eu era só um menino em volta daquela mesa tentando chegar perto para poder ver! Ver a Beth Carvalho, o Zeca Pagodinho, o Arlindo Cruz e Camunguelo que, de repente, largava a flauta e mandava um verso”.

Aos 16 anos, começou também a tocar pelos pagodes. Em 92, o Grupo Revelação se formou com Xande na voz e no cavaquinho. Mas o grupo só lançou seu primeiro disco em 1999. Foram ao todo nove álbuns, quatro DVDs e mais de dois milhões de discos, sem contar as coletâneas e participações. Em 2014, ganhou seu primeiro samba-enredo no Salgueiro, sua escola de coração. Recentemente, ele lançou o CD “Perseverança”, seu primeiro álbum solo.