Arquivo da tag: conselho

Conselho de Cultura de Cubatão se reúne nesta quinta-feira

Por Lincoln Spada

O Conselho Municipal de Política Cultural de Cubatão se reúne nesta quinta-feira (dia 3), a partir das 19 horas, na Casa da Memória (Casa 3, do Parque Anilinas/Centro). Na pauta, está prevista a formação das comissões temáticas do conselho, sendo citadas: de acompanhamento das obras do teatro do Parque Anilinas; de elaboração do Plano Municipal de Cultura; de orçamento; de sistematização jurídica; e de programas, difusão e formação cultural.

A reunião também deve abordar considerações sobre o Plano Plurianual (PPA) da Prefeitura relacionado às políticas culturais, além de um processo de instalação de plataforma de comunicação visual. Em seu novo formato, o conselho foi ativado em junho, e, com 14 membros (8 da sociedade civil e 6 do Poder Público), é presidido por Thiago Garcia (representante de literatura), com vice-presidência de Milton Vito (segmento de música) e com a secretaria geral assumida por Morgana Monteiro (Secretaria de Comunicação).

São Vicente elege novos conselheiros de cultura; confira os nomes

Informações da Secult de São Vicente

No biênio 2017/2019, o Conselho Municipal de Políticas Culturais de São Vicente contará com novos nomes. Para a escolha dos membros da sociedade civil, foram realizadas as eleições para a comunidade em geral tanto na área insular, quanto na área continental, no decorrer do último domingo. Houve candidatos únicos em cinco segmentos, sendo possível futuramente a abertura de suplências.

Na área da dança, Alessandro Cardoso de Sá (titular), com 550 votos. Em culturas populares e tradicionais, Lailton Almeida dos Reis (titular), com 481 votos. Em teatro e artes circenses, Lucas Magalhães Ferreira (titular), com 479 votos. Na literatura, Regina Celia Dias Fernandes (titular), com 471 votos. No audiovisual, Israel Diniz da Silva (titular), com 432 votos.

Noutros três campos, a ordem dos conselheiros ficou: artes plásticas e visuais, Antonio Roque Ribeiro (titular) com 436 votos, enquanto Nilza Carmen Haydar (suplente) com 71; Marcio Roberto Barreto (titular) com 396 votos, enquanto Rogério Baraquet Paiva o sucede com 94 votos; e, no artesanato, Letícia Marques Corumba (titular) com 310 votos, seguida de Angela Maria dos Santos (suplente), com 157, sendo que Josilma de Fátima Silva Barroso teve 58.

Dentre as atribuições, o Conselho tem a função de deliberar sobre as diretrizes gerais da Política Municipal de Cultura de São Vicente, em conjunto com a Secult; coordenar, através de Comissão, a implantação do PMC – Plano Municipal de Cultura; executar a Conferência Municipal de Cultura; implantar um Sistema de Financiamento Municipal de Cultura; colaborar na elaboração das Políticas de Cultura de São Vicente; zelar pela aplicação da Política Municipal de Cultura.

E também: acompanhar a elaboração e a execução da proposta orçamentária do Município, indicando modificações necessárias à consecução de política de cultura formulada para a promoção e fomento à cultura na Cidade; acompanhar investimentos previstos em lei orçamentária destinados à cultura, e acompanhar o desenvolvimento e aplicação das Políticas de Cultura de São Vicente.

 

São Vicente abre inscrições para o Conselho Municipal de Política Cultural até dia 28

Por Prefeitura de São Vicente

No dia 7 de maio, São Vicente elegerá os representantes da sociedade civil que atuarão na próxima gestão do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC). Os eleitos ocuparão o cargo de 2017 a 2019, tendo como desafio a elaboração de políticas culturais no Município no período.

Para participar, segundo o artigo 8º da Lei Municipal 2912-A de 4 de julho de 2012, é preciso ter mais de 16 anos e ser residente na Cidade há pelo menos dois anos. O conselho conta com 16 representantes, sendo oito deles da sociedade civil. Serão escolhidos representantes de oito áreas (para cada eleito, será escolhido também um suplente): Teatro e Artes Circenses; Artes Plásticas e Artes Visuais; Música; Culturas Populares, Tradicionais e Negra; Dança; Artesãos; Literatura; Audiovisual.

Missão

Dentre as ações prioritárias da terceira legislatura do CMPC, estão a coordenação do Plano Municipal de Cultura, a execução da Conferência Municipal de Cultura e a implantação do Sistema de Financiamento Municipal de Cultura. Os conselheiros atuarão em conjunto com a Secretaria da Cultura (Secult).

A participação na eleição é gratuita. Os interessados em candidatar-se devem realizar inscrição prévia nos postos de inscrição até o dia 28, na Secult (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, Catiapoã) ou na Subprefeitura da Área Continental (Av. Ulisses Guimarães, 211, Jardim Rio Branco). O atendimento é das 9 às 12h e das 14 às 17h. Outra opção é no ambiente digital, pelo e-mail secult.culturasv@gmail.com, com o título Candidato ao Conselho de Cultura.

A documentação completa para a inscrição e o edital completo com as informações do certame podem ser acessados pelo http://www.saovicente.sp.gov.br/servicos-documentos-oficiais/. A lista de candidatos será disponibilizada no dia 3 de maio. Informações pelo telefone (13) 3468-8636 ou pelo e-mail secult.culturasv@gmail.com.

Novo conselho de Cultura de Santos assume dia 25; acesse a nomeação oficial

Por Lincoln Spada

O Conselho de Cultura de Santos já tem o nome dos 22 novos membros da gestão 2017/2019. A nomeação foi publicada no Diário Oficial desta última quarta-feira, pelo atual presidente do conselho, Jamir Lopes. A cerimônia de posse dos novos representantes do Poder Público e da sociedade civil está prevista para terça-feira (dia 25), às 18h30, na auditório do Museu Pelé. Confira a lista:

>> Secretaria de Cultura: Fábio Alexandre de Araújo Nunes (titular); Virgínia Pires da Silva Ierizzi (respectiva suplente); Raquel Cristina Pellegrini Almeida (titular) e Ana Lúcia de Rezende Sant’Anna (respectiva suplente); Vinícius Cesar Sérgio (titular) e Murilo Netto Gonçalves (respectivo suplente).
>> Secretaria de Educação: Renata Paulino da Silva (titular) e Tex Jones Correia Lopes (suplente).
>> Secretaria de Turismo: Jamir Ferreira Lopes (titular) e Wellington Romualdo Gomes de Lima (suplente).
>> Secretaria de Assistência Social: Priscila Vicente (titular) e Elizabete Rodrigues Gatto Gonçalves (suplente).
>> Secretaria de Meio Ambiente: Marcus Neves Fernandes (titular) e Fernando de Souza Mello (suplente).
>> Secretaria de Relações Institucionais e Cidadania: Nicola Margiotta Junior (titular) e Wellington Paulo da Silva Araújo (suplente).
>> Secretaria de Economia e Finanças: Ana Luísa Duarte (titular) e Fremar Pereira Hauck Gávio (suplente).
>> Secretaria de Gestão: Alessandra de Sousa Franco (titular) e Ivo Miguel Evangelista Santos (suplente).
>> Secretaria de Saúde: Devanir Paz (titular) e Soraya dos Santos Nieto (suplente).
>> Patrimônio Histórico Edificado: Leonardo Branco (titular) e Veruska Francisconi Moura (suplente).
>> Carnaval: Luciana Rosalina da Cruz (titular).
>> Audiovisual e Multimeios: Junior Brassalotti (titular) e Eduardo Ferreira Silva (suplente).
>> História e Memória: Marcos Pasquantonio (titular) e José Eduardo de Lima (suplente).
>> Música e Ópera: Theo de Sá Guimarães Cancello (titular) e Mario Tirolli (suplente).
>> Dança e Movimento: Mariana dos Santos Pozett (titular).
>> Teatro e Circo: Caio José Martinez Pacheco (titular) e Maria Izabel Tornatore de Freitas Portela (suplente).
>> Folclore, Artesanato e Cultura Popular: João Paulo Teixeira Pires (titular).
>> Promoção e Produção Cultural: Gabriela Peixoto Ortega (titular) e Orlando Rodrigues (suplente).
>> Livro e Literatura: Lincoln Spada da Silva (titular) e Luiz Antonio Guimarães Cancello (suplente).
>> Artes Visuais: Júlio Cesar Ferreira (titular) e Vlaidner Sibrão de Lima (suplente).

Roda de conversa debate rumos das políticas culturais de Cubatão

Por Lincoln Spada

O futuro das políticas culturais de Cubatão pauta uma roda de conversa aberta à população na próxima segunda-feira (dia 30), às 19 horas, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro). O evento é realizado pela Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura.

O objetivo deste encontro é de estreitar o diálogo com a classe artística, como também de discutir os desafios e as propostas para fortalecer as manifestações culturais da cidade, junto dos corpos estáveis, dos produtores, dos artistas e da população em geral.

Além disso, a proposta é de se debater a efetivação do Sistema Municipal de Cultura, como a reativação do Conselho Municipal de Políticas Culturais, a sensibilização para uma futura conferência municipal, além do plano decenal para o setor em Cubatão.

 

Repertório de ‘Influências’ norteia ensaio aberto da banda The Classics

Por Rogério Baraquet

Participando das comemorações dos 485 anos da primeira cidade do Brasil, Rogério Baraquet, acompanhado da banda The Classics (Paulo “maestro Pepê” Silva no baixo e Douglas “Dodô” Arruda na bateria), apresenta canções do CD “Influências” neste projeto que é parceria da prefeitura com o Conselho Municipal de Políticas Culturais. O show gratuito será neste domingo (dia 22), a partir das 18h30, na tenda da Praia do Itararé, em São Vicente.

O Ensaio Aberto, neste caso, é a preparação para o show de lançamento oficial do CD, que acontecerá dia 28/01 em Santos. O público terá, dessa forma, a oportunidade de participar preparativos desse show, dando inclusive sugestões de repertório.

O CD “Influências” está disponível para download gratuito no site http://www.rogeriobaraquet.com.br e contém releituras de canções de Djavan, Cole Porter, Roberto & Erasmo, Rita Lee e Christopher Cross, entre outros.

 

#PraçaDosArtistas: Concult, Movimento Teatral e Vila do Teatro repudiam censura policial

Por Lincoln Spada

Nas últimas 48 horas, o Conselho de Cultura de Santos, o Movimento Teatral da Baixada Santista e a Vila do Teatro se manifestaram publicamente em notas repudiando a censura de policiais militares à sessão do teatro de rua ‘Blitz – O Império que nunca dorme’, da Trupe Olho da Rua (integrante destes órgãos), no último domingo, na Praça dos Andradas. O conselheiro de cultura e diretor teatral Caio Martinez Pacheco foi algemado ao 1º D.P., e só liberado após mais de quatro horas.

> Entenda o contexto
> Leia a repercussão entre políticos

Batizada informalmente de ‘Praça dos Artistas’ em setembro, a mesma praça é palco de um amplo debate e manifestações culturais que mobilizam milhares de frequentadores aos fins de semana – de festas a exibições de cinema ao ar livre, de performances circenses a shows musicais. Trata-se do epicentro de três pontos culturais da Cidade: a própria Vila do Teatro, o Teatro Guarany e a Cadeia Velha.

Comunicado do Conselho de Cultura

Nos dias atuais, no âmbito do município de Santos, o Conselho Municipal de Cultura repudia veementemente o ato de violência e abuso de autoridade por parte da Polícia Militar contra o Sr. Caio José Martinez Pacheco, nosso Conselheiro Titular do Segmento de Teatro e Circo. A ação ocorreu na tarde de 30 de outubro de 2016, na Praça dos Andradas, onde ele foi detido como um criminoso, jogado na parte de trás da viatura, e sendo conduzido algemado para o 1º Distrito Policial de Santos.

As razões foram alegações distorcidas de que a peça encenada pela Trupe Olho da Rua emitira o som muito alto, perturbando o ambiente público; e que o “estilo” da peça era inadequado, justamente porque “Blitz – O império que nunca dorme”, e, dentro do universo das artes cênicas, aborda de forma cômica o autoritarismo e o estereótipo do policial truculento. É importante ressaltar que a peça censurada pela PM na Praça dos Andradas recebera o apoio do Governo Estadual via ProAC – Programa de Ação Cultural, da Secretaria de Estado da Cultura.

O Conselho de Cultura de Santos não tolera ações de violência gratuita contra os artistas e produtores culturais locais, desencadeadas pela Polícia Militar nas últimas semanas, e na Assembleia Geral Ordinária de 21 de novembro do corrente ano, apresentará o Relatório da Diretoria Executiva, em decisão terminativa, sobre os atos autoritários da Polícia Militar contra os artistas e produtores culturais locais, conforme a Constituição da República Federativa do Brasil. “É livre a expressão de atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura e licença”, evidencia o item 9º do Artigo 5º de nossa Carta Magna.

Nota do Movimento Teatral da Baixada Santista

a1O Movimento Teatral da Baixada Santista repudia a ação arbitrária e desproporcional da Polícia Militar, com mais de seis viaturas com apoio da Guarda Municipal para algemar um trabalhador da cultura a partir da censura após cinco minutos do espetáculo de rua ‘Blitz – O Império que nunca dorme’, da Trupe Olho da Rua, em temporada há um ano na mesma Praça dos Andradas.

Aliás, esta censura é infelizmente só mais um capítulo de enfrentamento que a PM e a GM têm em relação às mais recentes manifestações culturais, festividades e ações populares na Praça dos Andradas e Centro Histórico, desde que milhares de pessoas passaram a ocupar as praças durante essas atividades artísticas gratuitas e espontâneas. Um local tão simbólico de encontro está em risco.

Portanto, é necessária toda a mobilização em apoio à liberdade de expressão aos artistas e coletivos – de todo o Brasil. Assim, convidamos aos artistas para que estejamos unidos nesta pauta em comum e manifestemos apoio nesta quinta-feira (dia 3), às 14h na Assembleia Legislativa do Estado de SP e na segunda-feira (dia 7), às 18 horas, na Câmara de Vereadores de Santos, para que os nossos representantes políticos garantam os nossos direitos de livre expressão artística.

O QUE É ‘BLITZ’?

Sem incitar discurso de ódio ou ofensas, a peça teatral reflete a violência policial, baseada em reportagens, teses acadêmicas e relatórios sobre a instituição policial brasileira. Entendendo a urgência do tema e a estética do grupo, o Governo Estadual contemplou a produção artística – ela circulará em 11 cidades. Entendemos que cabe ao próprio Governo garantir a livre expressão artística, prevista na nossa democrática Constituição.

Nota da Vila do Teatro

a2A Vila do Teatro agradece as milhares de manifestações de apoio e solidariedade dos artistas e coletivos da Baixada Santista, do Estado de São Paulo e dos quatro cantos do Brasil. Nós repudiamos a ação arbitrária e desproporcional da Polícia Militar, com mais de seis viaturas com apoio da Guarda Municipal para algemar um trabalhador da cultura a partir da censura após cinco minutos do espetáculo de rua ‘Blitz – O Império que nunca dorme’, da Trupe Olho da Rua, em temporada há um ano na mesma Praça dos Andradas.

Aliás, esta censura é infelizmente só mais um capítulo de enfrentamento que a PM e a GM têm as mais recentes manifestações culturais, festividades e ações populares na Praça dos Andradas e Centro Histórico, desde que milhares de pessoas passaram a ocupar as praças durante essas atividades artísticas gratuitas e espontâneas. Um local tão simbólico de encontro está em risco.

Portanto, é necessária toda a mobilização em apoio à liberdade de expressão aos artistas e coletivos da Baixada Santista – e de todo o Brasil. Assim, convidamos aos artistas e comunidade de Santos e Região para que estejamos unidos nesta pauta em comum e manifestemos apoio na próxima segunda-feira (dia 7), às 18 horas, na Câmara de Vereadores de Santos, para que os nossos representantes políticos garantam os nossos direitos de livre expressão artística.

O QUE É ‘BLITZ’?

Sem incitar discurso de ódio ou ofensas, a peça teatral reflete a violência policial, baseada em reportagens, teses acadêmicas e relatórios sobre a instituição policial brasileira. Entendendo a urgência do tema e a estética do grupo, o Governo Estadual contemplou a produção artística – ela circulará em 11 cidades. Entendemos que cabe ao próprio Governo garantir a livre expressão artística, prevista na nossa democrática Constituição.