Arquivo da tag: diario do litoral

De Carlos Ratton, livro ‘Contra a Maré’ é lançado na Pinacoteca de Santos

Informações de Vanessa Ratton

O livro ‘Contra a Maré’, do jornalista Carlos Ratton, publicado pela Editora Autografia, será lançado no dia 12 de janeiro, às 19h, no Espaço Cultural da Pinacoteca Benedicto Calixto (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15/Santos). Com 208 páginas, a obra reúne histórias comoventes de personalidades da Baixada Santista. O livro está à venda por R$ 45,00.

Uma visão humana e sensível de um profissional que está há mais de 22 anos nas ruas, exercendo seu ofício diário de repórter. Vê sofrimento, descaso, violência, abusos de poder, falta de vontade política, desrespeito ao ser humano, miséria e desilusões e, que, por isso, sai em defesa dos “despossuídos“ e acaba muitas vezes sendo rigoroso com a classe política que os abandona a própria sorte ou azar.

11Uma luta quase que solitária, como alguns raros políticos, promotores, médicos, defensores públicos, policiais do bem, advogados, professores, líderes comunitários, empresários parceiros que também são inconformados com as desigualdades do Brasil de hoje. O autor dá voz aos excluídos através das suas mãos e, às vezes, consegue mudar o rumo ou amenizar um pouco do sofrimento, ajudando a fazer justiça denunciando os casos que tem conhecimento.

O livro é apresenta luta árdua e difícil contra o poder político e econômico vigente. É o segundo livro do jornalista, autor também de ‘Pescador de Notícias’ (2012). Formado em Relações Públicas (1989) e Jornalismo (1994), Carlos Ratton tem 55 anos, é casado e tem dois filhos. Iniciou sua carreira no extinto jornal Polícia Sem Censura, passando por diversos veículos regionais, e, hoje, é repórter do Diário do Litoral.

Sua carreira é marcada por dezenas de reportagens investigativas, que ganharam repercussão nacional, como a série intitulada ‘Endinheirados’, que em 2012 foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo – o maior do gênero no Brasil. Ratton é diretor de base do Sindicato dos Jornalistas e, entre 2009 e 2015, foi diretor Regional de Santos, Baixada Santista e Vale do Ribeira do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

 

Anúncios

‘Crônicas Musicais’ tem início no Bistrô e Empório Plic Ploc neste dia 3

Informações via Diário do Litoral

O projeto Crônicas Musicais estreia neste sábado (dia 3), às 15h, no Bistrô e Empório Plic Ploc (Avenida Almirante Cochrane, 222/Santos). A iniciativa une os professores da Unisanta Cid Marcos e Marcus Vinicius Batista – o primeiro é músico, o outro, jornalista. Os dois vão mesclar um repertório de dez músicas e dez crônicas, visando estabelecer um casamento entre letras, melodias e literatura. Mais do que conectar as linguagens musical e literária, a proposta é interligar sentidos e temas, inclusive de fundo social.

Cid Marcos, que tem 30 anos de vida musical como guitarrista e vocalista, fará voz e violão de hits do rock nacional e da MPB, a partir dos anos 80. De Lulu Santos ao Rappa, de Lobão aos Paralamas do Sucesso. Hoje, Cid toca nas bandas Discover e Os Insistentes, tradicionais na noite santista. Marcus Vinicius Batista é jornalista desde 1992 e lerá crônicas escritas nos últimos dois anos, sendo três delas publicadas no livro “Quando os Mudos Conversam”.

 

Válter Suman não descarta extinguir Secretaria da Cultura de Guarujá

Por Lincoln Spada

É dado como certo o fechamento da Secretaria da Cultura (Secult) de Guarujá, segundo colaboradores da pasta no atual governo. A informação também foi ventilada durante o fórum 5º CulturalMente Santista. Ao lado de outros gestores, o atual titular do órgão, Odair Dias Filho, comentou da possibilidade de extinção da pasta.

À época, Odair ressaltou a aprovação da lei do Sistema Municipal de Cultura. Tal legislação garante a manutenção de um órgão autônomo e exclusivo de cultura (a Secult), além de conselhos, conferências e fundo municipal, a fim de vincular políticas, programas e verbas entre a cidade e o Governo Federal para o setor.

Atualmente, a Secult já tem verba de R$ 6,5 milhões, o equivalente a 0,7% do orçamento municipal – abaixo das médias estadual e nacional. Na campanha eleitoral, o prefeito eleito Válter Suman (PSB) não incluiu uma única linha sobre cultura em seu primeiro plano de governo, que consta no Tribunal Superior Eleitoral. Ao contrário, reforçou o interesse em reduzir pastas.

A Revista Relevo apurou que a ideia inicial do novo governo é de que a cultura esteja na mesma pasta relacionada a turismo, esportes e lazer. Na transição das prefeituras, estes temas serão discutidos em conjunto nas últimas reuniões (12 e 14 de dezembro). Desde o dia 11 de novembro, a equipe de Válter Suman não confirmou essa possibilidade à Revista Relevo.

Para o Diário do Litoral, o novo prefeito antecipa que o setor deve manter o mesmo orçamento em 2017. Ele também afirmou que buscará parcerias público-privadas. Sobre a possibilidade de extinção da Secult, em nota, Válter informou ao jornal: “esta definição será alvo de estudos técnicos e será devidamente informada aos meios de comunicação em tempo oportuno”.

 

Conheça história: Parque Novo Anilinas de Cubatão

Você já conhece o parque Novo Anilinas? Reinaugurado em 30 de outubro de 2011, o local é um dos principais pontos de encontro de Cubatão. O parque funciona de terça-feira a domingo, das 9 às 22 horas, na Avenida Nove de Abril com a Rua Bernardino de Pinho Gomes.

Uma área com brinquedos para as crianças, um vão coberto para jogos como tênis de mesa e pingue-pongue, espaços para exercícios físicos com equipamentos de ginástica, uma elogiada área para manobras radicais no skate ou bike, são outros atrativos, enquanto o cinema 3D, operado pela rede Roxy, apresenta os mais recentes lançamentos na telona, com alta qualidade de som e imagem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Também pode ser visitada no parque a réplica da antiga capela de São Lázaro, que existia junto à Serra do Mar antes da implantação do Polo Industrial, evocando antigas lendas (datadas do século 19) da cidade, que todos os anos homenageia o santo em maio com missa e procissão.

História

Após a desativação da Fábrica Anilinas nos anos 60, a área que ela ocupava ficou em desuso até que em 1972 foi ali instalado um parque municipal, que ganhou seu nome em 1979. Em 85, o espaço ganhou um parque infantil chamado de Cidade das Crianças.

“Um pequeno mundo encantado no Parque Anilinas foi construído, em poucas semanas, para homenagear a população miúda de Cubatão, no dia das Crianças”, registra o site Novo Milênio. O local contava com ‘Cidade Faroeste’, ‘Cidade Espacial’, ‘Cidade Moderna’, ‘Cidade Rústica’ e ‘Cidade Cívica’, além de programação de gincanas, teatros infantis e outras ações ao público.

*Informações do Novo Milênio/Diário do Litoral

 

Hemeroteca comemora 25 anos registrando a história da região e do mundo

Inaugurada em 19 de abril de 1991, a Hemeroteca Roldão Mendes Rosa, localizada no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias), comemorou 25 anos de existência nesta terça-feira, com apresentação do Quarteto de Cordas Martins Fontes. O equipamento da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) presta homenagem ao jornalista, poeta, crítico literário e professor universitário que dá nome ao local, falecido em 26 de janeiro de 1988.

A palavra hemeroteca vem do grego (heméra, que significa dia, e théke, que significa depósito ou coleção). Refere-se a qualquer coleção ou conjunto organizado de periódicos (jornais e/ou revistas). “Esse espaço cultural é muito importante, pois registra a história da região e seu cotidiano em seu acervo. Abriga publicações de 1850 até os dias atuais”, disse Roseane Arrocho, funcionária pública que atua no equipamento, que abriga mais de 117 mil publicações, entre jornais, revistas, informativos e diários oficiais, entre outros.

Do extenso acervo, alguns destaques são uma coleção do primeiro jornal publicado em Santos, Revista Comercial, que vai de 1850 a 1867. Além disso, abriga revistas das décadas de 1910 e 1920, de diversas partes do País. Possui, ainda, coleção de A Tribuna, abrangendo o período de 1913 até os dias atuais. Outro acervo é o de recortes de periódicos, distribuídos em mais de 3 mil pastas, organizadas por assunto, totalizando mais de 300 mil recortes.

“A importância da Hemeroteca começa pelo nome, que homenageia uma grande pessoa, Roldão Mendes Rosa. Além disso, tem funcionários muito competentes, gentis e empenhados. Aqui estão guardados tesouros. Registros históricos que permitem acesso da população a fatos ocorridos na regição e no Mundo”, disse o jornalista Carlos Conde, que compareceu à festa de 25 anos da Hemeroteca, da qual é frequentador assíduo.

Visitação

Em 2015, a Hemeroteca recebeu mais de 10.200 usuários para a utilização de seus diversos serviços, como leitura de jornais diários (A Tribuna, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, Expresso Popular, Diário do Litoral e Primeira Mão), revistas (Veja, Época, Galileu, Superinteressante, Exame, National Geographic Brasil), pesquisas em periódicos antigos (principalmente em A Tribuna), nas pastas de recortes e na coleção do Diário Oficial de Santos.

Espaço Lydia Federici

Em suas dependências, a Hemeroteca também abriga o ‘Espaço Lydia Federici’, que conta com o mobiliário, medalhas, premiações, condecorações, entre outros objetos, pertencentes à cronista santista. Também abriga coleção completa de suas crônicas.

*Prefeitura de Santos

 

Duas versões para a recusa do AVCB ao Teatro Procópio Ferreira

O Corpo de Bombeiros negou o auto de vistoria ao reformado Teatro Procópio Ferreira, em Guarujá no último dia 10. Dois jornais da região destacaram duas versões para a recusa que, segundo nota da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, “A previsão para a emissão do AVCB depende da celeridade do solicitante no atendimento às correções a serem executadas”. Uma questão de até cinco dias após a próxima visita.

A recusa de acordo com o jornal A Tribuna se deve à altura do corrimão entre a sonoplastia e as poltronas da sala do espetáculo. De acordo com o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras, Duíno Verri Fernandes, o fiscal “achou que não se trata de um corrimão, e sim de um obstáculo (de passagem)”. Ele foi instalado seguindo todas as instruções técnicas de engenharia: na altura de 92 centímetros. Mas o bombeiro teria interpretado como uma guarda interna, e, portanto, acima de 1,05 metro.

0Segundo o Diário do Litoral, a versão apurada extraoficialmente e negada pela Prefeitura e Bombeiros seriam problemas relacionados à caixa d’água e equipamentos de som, algo já indicado pela fiscalização na vistoria de janeiro. A prefeitura confirmou a este jornal que “já realizou as adequações solicitadas (…) e aguarda a vistoria para liberação do AVCB”.

Ao mesmo tempo, a reinauguração não tem data definida por causa da agenda do governador estadual Geraldo Alckmin, da atriz Bibi Ferreira e de outros convidados pela administração municipal. Inaugurado em 1979, o único teatro da Cidade está fechado desde 2011.

Reforma

Agora, o centro cultural com 440 lugares terá no auditório: barras, rampas, além de reforma no foyer, aumento de dois para quatro camarins, alterações na Galeria de Arte Wega Nery, no telhado, forro, assoalho, sistema de acústica, ar-condicionado redes elétrica e hidráulica.

*Lincoln Spada

Teatro Procópio Ferreira de Guarujá tem reforma concluída

O Teatro Procópio Ferreira de Guarujá está com a reforma concluída e por um triz para ser reaberto na próxima semana. Por ser fruto de recursos municipais (R$ 1 mi) e estaduais (R$ 1,7 mi), a prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB) deseja reinaugurar o espaço ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB). As informações são do Diário do Litoral deste domingo.

O único teatro municipal fechou as cortinas em 2011 com estimativa de retomar as atividades no ano seguinte, mas o planejamento de obras teve de ser refeito por mais um ano, adiando a entrega para o terceiro aniversário da reforma. Portanto, nesse caso o atraso maior se deve a falha no projeto, que não previa ampliação de equipamentos cenotécnicos.

01Agora, o teatro com 440 lugares terá no auditório: barras, rampas, além de reforma no foyer, aumento de dois para quatro camarins, alterações na Galeria de Arte Wega Nery, no telhado, forro, assoalho, sistema de acústica, ar-condicionado redes elétrica e hidráulica.

Ainda de acordo com o Diário do Litoral, o local receberá em breve o Auto de Vistoria de Corpos de Bombeiros (AVCB) e também a visita do Governo Estadual para também agendar a sua reabertura. Trata-se da primeira revitalização desde que o centro cultural foi inaugurado em 15 de dezembro de 1979.