Arquivo da tag: Lins

Secult de Cubatão articula seminário de gestão cultural em agosto

Por Lincoln Spada

Uma parceria inédita foi concretizada pela Prefeitura de Cubatão, através da Secretaria da Cultura, com o Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Depois de percorrer várias regiões paulistas desde 2013, o Seminário Olhares da Gestão Cultural será realizado na Câmara Municipal de Cubatão no próximo 31 de agosto, das 8 às 18 horas.

Nesta edição o seminário abordará a elaboração de projetos culturais, comunicação e captação de recursos. O evento contará com palestras de Daniele Torres e Nara Almeida. A primeira mediadora é museóloga, com pós em História da Arte, Gestão da Cultura e Comunicação Empresarial. Sócia da Companhia da Cultura e do Cultura e Mercado, também é diretora do Instituto AES. Nos últimos cinco anos foi a gestora responsável pela captação de recursos do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural e do Instituto Brasil Leitor.

Já Nara Almeida é jornalista, mestranda em Comunicação (USP) e gerente de Planejamento Estratégico e Relações Institucionais da Aberje. Também fez especializações pela Syracuse University e pela CBL e extensões pela PUC-SP e pela Cátedra Unesco Memorial. Foi editora da revista Comunicação Empresarial e dos livros Cadernos de Comunicação Estratégica e Prêmio Aberje. Hoje ela coordena o Comitê de Gestão Cultural e criou os Seminários Aberje de Gestão Cultural. É fundadora do Lab de Narrativas de Gêneros e membro do Grupo de Estudos de Novas Narrativas e da iniciativa Mulheres do Brasil.

Toda a programação (gratuita) e o período de inscrições serão divulgados na próxima quinzena. O Seminário Olhares da Gestão Cultural integra o programa Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, ação do Governo Estadual gerida pelo instituto Poiesis. Nestes quatro anos, o evento já percorreu as cidades de Limeira, Lins, Marília, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba, São José dos Campos, Votuporanga, Registro e Itapetininga.

Brava Cia. marca presença no Circuito Sesc de Artes 2015

>> 24 de abril | 17h às 22h | Praça 21 de Abril – Sertãozinho
>> 25 de abril | 17h às 22h | Praça Central – Guariba
>> 26 de abril | 16 às 21h | Concha Acústica – Franca
>> 1º de maio | 17h às 22h | Praça Rui Barbosa – Ibitinga
>> 2 de maio | 17h às 22h | Matriz – Bariri
>> 3 de maio | 16h às 21h | Parque do Rio Jaú – Jaú
>> 8 de maio | 17h às 22h | Estacionamento da Casa da Cultura – Lins
>> 9 de maio | 17h às 22h | Praça da Integração – Ilha Solteira
>> 10 de maio | 16h às 21h | Praça Dr. Gama – Birigui

>> Confira a programação do Circuito Sesc de Artes 2015 em outras cidades

LITERATURA
Leve Livro
MUDA Práticas de Leitura (SP) – Uma estante móvel montada na praça, com cerca de 200 livros para ler e trocar. É só chegar, escolher um e sentar-se num dos bancos da sala de leitura ao ar livre.

ARTEMÍDIA
InCorpóreos
memelab (SP) – Imagine seus batimentos cardíacos e as alterações emocionais de seu corpo captados por sensores e projetados em outra cidade.

TEATRO
A Brava
Brava Cia. (SP) – Inspirado no mito de Joana d’Arc, este espetáculo de rua propõe uma reflexão sobre o presente e o futuro.

CIRCO
As Aventuras Atrapalhadas de Gibiló e Gibileu
Gilberto Caetano e Marcelo Castro (SP) – Dois palhaços, que formaram uma dupla de sucesso no passado, se reencontram e relembram aventuras e trapalhadas num espetáculo que recupera números clássicos do circo brasileiro.

MÚSICA
5 a Seco
Surgida em 2009, a banda paulistana apresenta o repertório de seu mais recente álbum. ‘Polícromo’, o primeiro disco gravado em estúdio. Com uma levada suave, as canções mesclam referências do indie rock, MPB e da música alta.

Programação completa do Circuito Sesc de Artes 2015

Eis o Circuito Sesc de Artes 2015. Criado na última década, ele possibilita um dia de oásis cultural pelo interior paulista. Municípios sem teatros, redondezas com raros cinemas, locais sem secretarias da cultura firmadas. A agenda da entidade abrange 108 cidades em 12 roteiros com 392 artistas, em linguagens como teatro, circo, dança, música, cinema, artemídia e cultura digital. Ao todo, 547 horas de atividades gratuitas e descentralizadas para um público de 280 mil espectadores.

Repensar num projeto de tal amplitude precisa mesmo de uma sensibilidade do gestor. O circuito abrange índices tão invejáveis quanto o seu similar criado pelo Governo Estadual. Em um único fim de semana, a Virada Cultural Paulista ocorre em 28 cidades, mas mantém cerca mais de 1500 horas de programação gratuita e milhares de artistas. A principal diferença é que a iniciativa do Sesc percorre mais locais por ser realizada de 24 de abril a 10 de maio deste ano. Confira a programação por roteiro, em que cada um contempla nove municípios.

>> Roteiro 1: Adamantina, Assis, Avaré, Jales, Lucélia, Marília, Palmital, Tanabi, Votuporanga

>> Roteiro 2: Botucatu, Garça, Fernandópolis, Mirassol, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Presidente Venceslau, Santa Fé do Sul, Tupã

>> Roteiro 3: Cerquilho, Cubatão, Ibirá, Guarujá, Limeira, Olímpia, Monte Alto, Rio Claro, São Vicente

>> Roteiro 4: Bebedouro, Bertioga, Itanhaém, Itápolis, Novo Horizonte, Porto Feliz, Registro, Tietê

>> Roteiro 5: Bariri, Birigui, Franca, Guariba, Ibitinga, Ilha Solteira, Jaú, Lins, Sertãozinho

>> Roteiro 6: Andradina, Araçatuba, Barra Bonita, Barretos, Cajuru, Jaboticabal, Matão, Penápolis

>> Roteiro 7: Americana, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itapeva, Itapetininga, Itararé, Mauá, Mogi Mirim, Valinhos

>> Roteiro 8: Bragança Paulista, Diadema, Itaquaquecetuba, Itu, Mogi Guaçu, Santa Bárbara D’Oeste, São Caetano do Sul, São Roque, Votorantim

>> Roteiro 9: Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Itirapina, Mococa, Mogi das Cruzes, Ribeirão Pires, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, Taboão da Serra

>> Roteiro 10: Araras, Brotas, Caucaia do Alto e Cotia, Embu-Guaçu, Pirassununga, Poá, Rio Grande da Serra, São Paulo, Suzano

>> Roteiro 11: Carapicuíba, Cruzeiro, Franco da Rocha, Guararema, Guaratinguetá, Itapevi, Paraibuna, Redenção da Serra, Santa Branca

>> Roteiro 12: Francisco Morato, Igaratá, Jandira, Monteiro Lobato, Pindamonhangaba, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, São Bento do Sapucaí, Tremembé

*Lincoln Spada/Sesc