Arquivo da tag: marília

Secult de Cubatão articula seminário de gestão cultural em agosto

Por Lincoln Spada

Uma parceria inédita foi concretizada pela Prefeitura de Cubatão, através da Secretaria da Cultura, com o Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Depois de percorrer várias regiões paulistas desde 2013, o Seminário Olhares da Gestão Cultural será realizado na Câmara Municipal de Cubatão no próximo 31 de agosto, das 8 às 18 horas.

Nesta edição o seminário abordará a elaboração de projetos culturais, comunicação e captação de recursos. O evento contará com palestras de Daniele Torres e Nara Almeida. A primeira mediadora é museóloga, com pós em História da Arte, Gestão da Cultura e Comunicação Empresarial. Sócia da Companhia da Cultura e do Cultura e Mercado, também é diretora do Instituto AES. Nos últimos cinco anos foi a gestora responsável pela captação de recursos do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural e do Instituto Brasil Leitor.

Já Nara Almeida é jornalista, mestranda em Comunicação (USP) e gerente de Planejamento Estratégico e Relações Institucionais da Aberje. Também fez especializações pela Syracuse University e pela CBL e extensões pela PUC-SP e pela Cátedra Unesco Memorial. Foi editora da revista Comunicação Empresarial e dos livros Cadernos de Comunicação Estratégica e Prêmio Aberje. Hoje ela coordena o Comitê de Gestão Cultural e criou os Seminários Aberje de Gestão Cultural. É fundadora do Lab de Narrativas de Gêneros e membro do Grupo de Estudos de Novas Narrativas e da iniciativa Mulheres do Brasil.

Toda a programação (gratuita) e o período de inscrições serão divulgados na próxima quinzena. O Seminário Olhares da Gestão Cultural integra o programa Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, ação do Governo Estadual gerida pelo instituto Poiesis. Nestes quatro anos, o evento já percorreu as cidades de Limeira, Lins, Marília, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba, São José dos Campos, Votuporanga, Registro e Itapetininga.

Anúncios

Maria Gadú em Santos; 23 cidades recebem Virada Cultural em 2016

“Nós teremos, na 10ª da Virada Cultural Paulista, uma grande novidade: serão três finais de semana de shows que acontecerão em todo o Estado, em 23 municípios das mais variadas regiões. A Virada promove a cultura, a educação, o entretenimento, a transformação. É a cultura indo ao encontro da população em todo o Estado”, afirmou o governador Geraldo Alckmin.

Entre as atrações inéditas na Virada Cultural Paulista, este ano se apresentam Os Mutantes, banda que vem influenciando gerações de músicos desde 1966 e que apresenta vários de seus clássicos em nova roupagem, além de músicas mais recentes; Alceu Valença, com show repleto de cultura nordestina em um caldeirão musical sofisticado e contemporâneo; o incansável Erasmo Carlos, com 50 sólidos anos de estrada e ainda em plena atividade; e a banda NX Zero, que apresenta músicas de seu álbum “Norte”, lançado no ano passado, bem como grandes sucessos de toda sua carreira.

Pensando na variedade de estilos, público e gerações, estão escalados para a edição deste ano artistas dos mais diversos: Almir Sater, Marcelo D2, Tiê, Emicida, Arnaldo Antunes, Trio Virgulino, Wanderléa, Silva, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz, Zeca Baleiro, Velha Guarda da Mangueira, Tribo de Jah, Mart’nália e Karina Buhr, entre vários outros. O formato inédito, com a distribuição da Virada Cultural Paulista em três finais de semana, possibilita que o público de cada região do Estado tenha acesso a ainda mais atrações, podendo participar do evento em cidades diferentes a cada fim de semana, com pouco deslocamento.

E para dar ao público da capital paulista a oportunidade de ter um gostinho do que é o evento, será realizado no dia 3 de maio, terça-feira, no Teatro Sérgio Cardoso, o Esquenta Virada Cultural Paulista 2016, com show de Maria Gadú. A entrada, como em toda a Virada, é gratuita. A Virada Cultural Paulista 2016 conta ainda com apoio do MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Pensarte, Museu do Café e Cavalera.

Histórico

Criada em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Virada Cultural Paulista tornou-se o mais relevante evento cultural do interior e litoral paulistas, com a proposta de promover um grande festival gratuito e simultâneo em cidades de médio e grande porte. Desde o princípio, a Virada tem buscado proporcionar ao público o acesso às melhores produções artísticas do País, nas mais variadas linguagens: música, dança, circo, artes cênicas, arte para crianças, dentre outras.

O programa ocorre em parceria com as Prefeituras: enquanto o Estado se encarrega da programação artística principal, os municípios ficam responsáveis por toda a infraestrutura do evento, como montagem de palcos externos e disponibilização de teatros municipais. As cidades também contribuem com programação local, dando espaço a artistas das próprias regiões. No ano passado, realizada em 24 cidades, a Virada teve público de 1,1 milhão de pessoas.

Virada Cultural Paulista 2016

14 e 15 de maio
Araraquara – Zeca Baleiro e Projota
Botucatu – Maria Gadú e Os Mutantes
Registro – Mart’nália e Tribo de Jah
Santa Bárbara d’Oeste – Marcelo Jeneci & Tulipa Ruiz e Nação Zumbi
São João da Boa Vista – Os Mutantes e Emicida
Sorocaba – Nação Zumbi e Mart’nália
Taubaté – Cidade Negra e Toquinho

21 e 22 de maio
Araçatuba – Maria Gadú e Alceu Valença
Ilha Solteira – CPM 22 e Zélia Duncan
Limeira – Alceu Valença e Teatro Mágico
Marília – Biquini Cavadão e Velha Guarda da Mangueira
Piracicaba – Erasmo Carlos e NX Zero
Presidente Prudente – Gabriel o Pensador e Maria Gadú
Votuporanga – Teatro Mágico e Raimundos

28 e 29 de maio
Assis – Ed Motta e Tihuana
Bauru – Projota e Marcelo Jeneci
Campinas – Maria Gadú e Marcelo D2
Caraguatatuba – Otto e Dona Zaíra
Franca – Nação Zumbi e Arnaldo Antunes
Indaiatuba – Arnaldo Antunes e Emicida
Mogi das Cruzes – Banda Malta e Almir Sater
Ribeirão Preto – Marcelo Jeneci e Raimundos
Santos – Alceu Valença e Maria Gadú

Realização: Governo do Estado de São Paulo
Correalização: Prefeituras das cidades participantes
Execução: APAA
Parcerias: SESC-SP
Apoio: MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Instituto Pensarte, Museu do Café e Cavalera.

Entrada gratuita

Esquenta Virada Cultural Paulista 2016 com Maria Gadú
03 de maio, terça-feira, às 20h
Teatro Sérgio Cardoso
Rua Rui Barbosa, 153, Bixiga – São Paulo
Sala Sérgio Cardoso
Capacidade: 835 lugares
Entrada gratuita (sujeito a lotação)

*Secretaria de Estado da Cultura

 

O rap de Karol Conka no Circuito Sesc de Artes 2015

>> 24 de abril | 17h às 22h | Praça Euphly Jales – Jales
>> 25 de abril | 17h às 22h | Praça Nossa Senhora da Conceição – Tanabi
>> 26 de abril | 16 às 21h | Concha Acústica – Votuporanga
>> 1º de maio | 17h às 22h | Largo São João – Avaré
>> 2 de maio | 17h às 22h | Praça do Clube dos Bancários – Marília
>> 3 de maio | 16h às 21h | Praça Fortunato Pedrotti – Palmital
>> 8 de maio | 17h às 22h | Pátio da Estação Ferroviária – Lucélia
>> 9 de maio | 17h às 22h | Estacionamento da Praça Walter Mansolelli – Assis
>> 10 de maio | 16h às 21h | Parque dos Pioneiros – Adamantina

>> Confira a programação do Circuito Sesc de Artes 2015 em outras cidades

LITERATURA
Banho de Leitura
No Banho de Leitura, encontre uma seleção de livros de poesia, conto, crônica e livros ilustrados, com a participação de mediadores de leitura que estimulam a troca de histórias entre o público.

LITERATURA
Baião de Spokens
Apresentando poemas, histórias e letras de música, o espetáculo Baião de Spokens procura ressaltar a força da oralidade como forma de expressão literária, mesclando com grande liberdade performances e experimentações sonoras.

ARTEMÍDIA
Seu Cabeça de Pop
Fazer grafites sem as mãos, apenas com os olhos e a cabeça. É o que propõe o artista interdisciplinar argentino Yamil Burguener nesta instalação digital interativa, usando uma webcam que capta o globo ocular do participante.

TEATRO
Cidade Proibida
Cia. Rústica (RS) – Com música, circo, dança e teatro, o espetáculo procura resgatar o convívio social e a memória de lugares delimitados na cidade.

CIRCO
Quiproquó
Trupe Koskowisck (SP) – O palhaço surge para sua apresentação. Porém, está só. Seu companheiro não apareceu. É quando, a partir de uma interferência da plateia, descobre seu parceiro como espectador e o traz à cena, causando a maior confusão.

MÚSICA
Karol Conka
A rapper curitibana Karol Conka, considerada uma das mais importantes representantes do rap feminino no Brasil, traz sua riqueza poética e musical em sucessos como Boa Noite, Toda Doida e Tombei.

Programação completa do Circuito Sesc de Artes 2015

Eis o Circuito Sesc de Artes 2015. Criado na última década, ele possibilita um dia de oásis cultural pelo interior paulista. Municípios sem teatros, redondezas com raros cinemas, locais sem secretarias da cultura firmadas. A agenda da entidade abrange 108 cidades em 12 roteiros com 392 artistas, em linguagens como teatro, circo, dança, música, cinema, artemídia e cultura digital. Ao todo, 547 horas de atividades gratuitas e descentralizadas para um público de 280 mil espectadores.

Repensar num projeto de tal amplitude precisa mesmo de uma sensibilidade do gestor. O circuito abrange índices tão invejáveis quanto o seu similar criado pelo Governo Estadual. Em um único fim de semana, a Virada Cultural Paulista ocorre em 28 cidades, mas mantém cerca mais de 1500 horas de programação gratuita e milhares de artistas. A principal diferença é que a iniciativa do Sesc percorre mais locais por ser realizada de 24 de abril a 10 de maio deste ano. Confira a programação por roteiro, em que cada um contempla nove municípios.

>> Roteiro 1: Adamantina, Assis, Avaré, Jales, Lucélia, Marília, Palmital, Tanabi, Votuporanga

>> Roteiro 2: Botucatu, Garça, Fernandópolis, Mirassol, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Presidente Venceslau, Santa Fé do Sul, Tupã

>> Roteiro 3: Cerquilho, Cubatão, Ibirá, Guarujá, Limeira, Olímpia, Monte Alto, Rio Claro, São Vicente

>> Roteiro 4: Bebedouro, Bertioga, Itanhaém, Itápolis, Novo Horizonte, Porto Feliz, Registro, Tietê

>> Roteiro 5: Bariri, Birigui, Franca, Guariba, Ibitinga, Ilha Solteira, Jaú, Lins, Sertãozinho

>> Roteiro 6: Andradina, Araçatuba, Barra Bonita, Barretos, Cajuru, Jaboticabal, Matão, Penápolis

>> Roteiro 7: Americana, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itapeva, Itapetininga, Itararé, Mauá, Mogi Mirim, Valinhos

>> Roteiro 8: Bragança Paulista, Diadema, Itaquaquecetuba, Itu, Mogi Guaçu, Santa Bárbara D’Oeste, São Caetano do Sul, São Roque, Votorantim

>> Roteiro 9: Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Itirapina, Mococa, Mogi das Cruzes, Ribeirão Pires, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, Taboão da Serra

>> Roteiro 10: Araras, Brotas, Caucaia do Alto e Cotia, Embu-Guaçu, Pirassununga, Poá, Rio Grande da Serra, São Paulo, Suzano

>> Roteiro 11: Carapicuíba, Cruzeiro, Franco da Rocha, Guararema, Guaratinguetá, Itapevi, Paraibuna, Redenção da Serra, Santa Branca

>> Roteiro 12: Francisco Morato, Igaratá, Jandira, Monteiro Lobato, Pindamonhangaba, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, São Bento do Sapucaí, Tremembé

*Lincoln Spada/Sesc

Marília abre inscrições para projeto Teatro da Cidade

Devido ao sucesso das três edições anteriores, a Secretaria de Cultura de Marília abre a partir do dia 23 de fevereiro (2ª feira), as inscrições para o Projeto “Teatro da Cidade” 2015, com aulas de teatro gratuitas para todas as idades. As inscrições, gratuitas, serão realizadas no Museu de Paleontologia de Marília (com Rita de Cássia ou Ivone Silva), ao lado da Biblioteca Municipal, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

Para se inscrever, os interessados devem preencher uma ficha de inscrição, sendo que menores de idade devem estar acompanhados por um pai ou responsável. As aulas terão início no dia 04 de março, no piso superior da Biblioteca Municipal (entrada pelo Museu de Paleontologia). O projeto, com duração de 11 meses, é coordenado pelo arte-educador Márcio Martins e tem como objetivo incentivar a produção de teatro em nossa cidade, formando novos grupos de teatro não profissional e orientar e dinamizar a produção dos já existentes ainda não conhecidos. Assim, os arte educadores de teatro atuam como agentes culturais, fomentadores da atividade teatral em nosso município.

“O projeto tem como objetivo fomentar a construção artística na cidade. É uma excelente oportunidade para que as pessoas conheçam suas potencialidades e tenham uma experiência teatral e expressiva. Pela arte podemos possibilitar que os alunos desenvolvam a comunicação, crie senso crítico e esteja de fato inserido no nosso contexto social como sujeito agente”, disse Márcio Martins, coordenador do projeto ‘Teatro da Cidade’. Para Ivone Silva, coordenadora da Secretaria da Cultura e responsável pelo projeto, o trabalho de formação cultural é muito importante e todos tem oportunidade de participar.

“O projeto consiste em incentivar a produção local de arte cênica, tendo como proposta formar novos grupos e fomentar a atividade cultural na cidade. As inscrições serão realizadas por ordem de chegada para que todos tenham igual oportunidade de participar. Em todas as edições do ‘Teatro da Cidade’, o sucesso foi grande e o resultado, apresentado em um grande espetáculo, mostrou o desenvolvimento de cada aluno. É um excelente projeto e por isso convidamos a população para participar”, disse Ivone.

O curso, gratuito, oferece 150 vagas (30 para cada turma), divididas por 5 faixas etárias: infantil (de 06 a 10 anos), pré-juvenil (de 10 a 15 anos), jovem (de 15 a 18 anos), adulto (de 18 a 50 anos) e terceira idade (acima de 50 anos). O curso terá duração de 11 meses e as aulas serão ministradas uma vez por semana. Os horários das turmas serão informados posteriormente. As aulas serão ministradas uma vez por semana, às quartas, quintas e sábados, da seguinte forma:

Quartas:
Turma terceira idade: das 9h às 12h, (Arte-educador: Márcio Martins)
Turma adulta: das 18h30 às 21h30 (Arte-educador: Márcio Martins)

Quintas:
Turma pré-juvenil: das 14h às 17h. (Arte-educadora: Letícia Rodrigues)
Turma Jovem: das 18h30 às 21h30. (Arte-educadora: Letícia Rodrigues)

Sábados:
Turma infantil: das 9h às 12h. (Arte-educadora: Letícia Rodrigues)

*Prefeitura de Marília