Arquivo da tag: oficina

Oficina de fotografia expande aptidões culturais em PG

Por Prefeitura de Praia Grande

Na tarde de terça-feira (25), mais de 30 alunos participaram do encerramento da Oficina de Fotografia – Especial Férias e o encontro ocorreu na sede da Subsecretaria de Assuntos da Juventude (Subjuve), que está localizada no Bairro Tupi. O objetivo do curso foi desenvolver as aptidões culturais e artísticas, integrando os alunos por meio da fotografia.

O subsecretário de Assuntos da Juventude, Augusto Schell, agradeceu aos alunos, que durante cinco encontros participaram ativamente do curso. “Essa segunda turma teve uma grande procura e esperamos que na próxima tenhamos ainda mais participantes”.

A aposentada Sueli Barreira Peres, de 63 anos, ficou sabendo do curso quando estava fazendo suas atividades nos programa Conviver, que fica no mesmo prédio da Subjuve e, então, resolveu participar. Peres acredita que o curso lhe deu uma nova visão sobre o que é a fotografia. “Nunca tinha participado de nenhum curso dessa área e aprendi a centralizar, a mexer em aplicativos e alguns recursos da câmara. Tenho planos de fazer outros cursos para ampliar meus conhecimentos”, ressalta a aposentada.

O estudante de fotografia e morador de Jundiaí Rafael Pereira, de 19 anos, está passando férias na Cidade e ficou sabendo do curso por intermédio de uma amiga. Pereira ainda não teve a parte prática na graduação e por isso resolveu fazer o curso. “Estou aprendendo agora um pouco da parte prática e quando voltarem as aulas na faculdade estarei à frente da minha turma”.

A Subjuve realiza diversos programas com o objetivo de integrar a comunidade praia-grandense e está localizada na Rua Xavantes, 51, dentro do Vivência Tupi, no Bairro Tupi. Outras informações sobre os cursos e programas realizados podem ser obtidas pelo telefone: 3496-5684.

 

Em 2 dias, mais de 300 inscritos nas Oficinas Culturais de SV; veja vagas abertas

Por Prefeitura de São Vicente

O início das inscrições para as Oficinas Culturais serviu para mostrar que a população de São Vicente estava com saudade do projeto. Em apenas dois dias, mais de 300 pessoas procuraram os locais indicados para se cadastrar aos cursos oferecidos no Município.

Segundo a Secretaria da Cultura (Secult), os cursos mais procurados são dança de salão, danças urbanas e teatro. Ao todo, há 1,5 mil vagas disponíveis, sendo que as inscrições seguem até sexta-feira (4). “As Oficinas Culturais são a ferramenta de transformação da sociedade, proporcionando atividades e ocupação para crianças, jovens, adultos e melhor idade”, destaca Fábio Lopez, secretário de cultura.

Quem tiver interesse em se inscrever, deve ir à sede das Oficinas Culturais Professor Oswaldo Névola Filho (Rua Tenente Durval do Amaral, 72, no Catiapoã) ou na Subprefeitura da Área Continental (Avenida Ulisses Guimarães, 211, no Jardim Rio Branco). O atendimento ao público ocorre das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, em ambos os locais.

Para a inscrição é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. A idade mínima para participar dos cursos é de 8 anos, sendo que todos os menores de idade devem ir acompanhados dos pais.

As aulas começam no próximo dia 7 (segunda) e serão realizadas em três locais, dependendo do curso: nas Oficinas Culturais, na Vila de São Vicente e na Subprefeitura. Mais informações pelo número (13) 3468-8636. Confira abaixo a programação:

>> Dança cigana – Professora Cristiane
Segunda-feira, das 10 às 11h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 11 às 12h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);
Segunda-feira, das 15 às 16h – dança cigana infantil (de 8 a 12 anos);
Segunda-feira, das 16 às 17h – dança cigana adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Gil de Brito
Segunda-feira, das 14 às 16h – pintura em tela infantil (de 8 a 12 anos);
Quarta-feira, das 14 às 16h – pintura em tela adolescente/adulto (a partir dos 13 anos);

>> Pintura em tela – Professor Roque (Vila de São Vicente);
Terça-feira, das 14 às 16h (de 8 a 12 anos);
Quinta-feira, das 14 às 16h (a partir dos 13 anos);

>> Dança de salão – Professor José Diógenes
Segunda-feira, das 19 às 20h (a partir dos 16 anos);

>> Capoeira – Mestre Elias
Segunda e quarta-feira, das 19h30 às 21h (a partir de 8 anos);

>> Oficina de máscara – Professor Rodrigo Caesar
Terça e quinta-feira, das 15 às 18h – Vila de São Vicente (a partir dos 13 anos);

>> Violão – Professor Sandro Oliveira (alunos têm que trazer o violão)
Segunda-feira, das 14 às 15h e das 15 h30 às 16h30 (de 16 a 49 anos);

>> Canto coral – Professora Jodeily Araujo
Quarta-feira, das 18 às 19h30 (a partir dos 16 anos);

Oficinas culturais Poiesis (Secretaria de Cultura do Estado):

>> Dança de rua – Professor Alessandro Cardoso
Terça-feira, das 10h30 às 12h e das 14 às 15h30; a partir de 9 anos (Subprefeitura de São Vicente – Área continental);

>> Audiovisual – Professor Stevie Lopes
Como gravar e fotografar com seu celular – segunda-feira, das 19 às 22h (a partir dos 16 anos – oficinas culturais);

>> Teatro – Professora Maria Tornatore
Quarta-feira, das 14 às 17h (a partir dos 16 anos – Vila de São Vicente).

 

Querô na Escola inicia as atividades em Cubatão a partir de 14 de agosto

Por Ivan De Stefano

O projeto Querô na Escola, em parceria com a Secretaria de Educação de Cubatão e patrocínio Copebras, uma empresa do grupo CMOC Internacional, inicia seu quinto ano consecutivo no Município a partir de 14 de agosto. Em 2017, o projeto será realizado em novo formato. Desta vez, são as escolas que solicitam o interesse em receber as atividades, abrindo oportunidades às demais unidades de ensino do Município.

Este ano, dentro das 10 unidades de ensino que são atendidas pelo projeto anualmente, estão 6 escolas públicas municipais – UME Rui Barbosa, Martim Afonso de Souza, Ulysses Guimarães, Padre José de Anchieta, Bernardo José Maria de Lorena e Padre Manoel da Nóbrega, estas duas últimas para alunos do EJA (Educação de Jovens e Adultos) – e 4 instituições – Senai, ETEC e projetos Cubatão Sinfonia e Sonhando Alto.

Ao todo, serão cerca de 650 alunos sensibilizados em 2017. Desenvolvido pelo Instituto Querô desde 2010, o Querô na Escola já produziu 174 curtas-metragens (1 a 5 min) junto com os alunos de escolas públicas de Santos e Cubatão, e mais de 4500 alunos já participaram das oficinas, sendo estimulados a escreverem seus roteiros e logo depois, produzi-los. Somente em Cubatão, mais de 2800 alunos da rede pública de ensino já participaram do projeto.

Ao final do ano, serão mais 10 filmes produzidos, todos postados no canal do Querô na Escola no youtube (www.youtube.com/queronaescola), outro canal de comunicação e expansão do projeto, que já ultrapassa mais de 100 mil inscritos e 25 milhões de visualizações, sendo que os 5 mais vistos são feitos por alunos de Cubatão.

Querô na Escola

Desde 2010, jovens capacitados nas Oficinas Querô têm a oportunidade de inserção no mercado de trabalho por meio desta atividade. Como arte-educadores, eles oferecem oficinas de produção audiovisual aos alunos da rede pública de ensino e multiplicam suas experiências, ensinando como desenvolver um roteiro cinematográfico, discutindo formatos e gêneros de filmes, movimentos de câmera e outras atividades. Durante a oficina, os alunos realizam filmes no formato de 1 a 5 minutos, exibidos em diversos espaços culturais e postados na internet.

Cronograma

>> 14 de agosto a 5 de setembro: Querô na Escola nas escolas municipais (Rui Barbosa, Martim Afonso de Souza, Ulysses Guimarães, Padre José de Anchieta).
>> 6 de setembro a 6 de outubro: Querô na Escola nas instituições (Senai, ETEC, Cubatão Sinfonia e Sonhando Alto)
>> 9 de outubro a 20 de outubro: Querô na Escola no EJA (Bernardo José Maria de Lorena e Padre Manoel da Nóbrega).
>> 14 de novembro: Previsão de estreia no Cine Roxy.

Welington Borges ministra 2ª Oficina de Educação Patrimonial em Cubatão

Por Lincoln Spada

A valorização e preservação dos bens culturais é tema da segunda edição da Oficina de Educação Patrimonial, realizada gratuitamente pela Prefeitura através da Secretaria da Cultura, a partir do segundo semestre. As inscrições virtuais podem ser feitas entre os dias 23 de maio e 23 de junho pelo endereço: http://tinyurl.com/educacaopatrimonial .

As atividades serão às quartas-feiras, das 14 às 17 horas, nos dias 12, 19 e 26 de julho, 2 e 9 de agosto, na Casa da Memória (Parque Novo Anilinas), ministradas pelo servidor público e historiador, Welington Ribeiro Borges. A ação é voltada para professores, estudantes, agentes culturais e de turismo e demais interessados acima de 16 anos.

A ação formativa tem como objetivo sensibilizar jovens e adultos acerca do reconhecimento dos nossos patrimônios, criação de itinerários que articulem a sociedade em destacar e contemplar os bens públicos locais e as suas memórias escondidas, além de promover a construção de uma identidade e, por fim, o sentimento de pertencimento da comunidade.

 

Festival Arte e Trabalho: Oficina ‘O mundo do trabalho na Literatura Portuária’

Por Alessandro Atanes

Chamada de “Barcelona Brasileira” ou “Moscouzinha Brasileira” devido à força do movimento operário na cidade ao longo do século XX, a cidade de Santos também conta com uma farta produção literária que trata deste aspecto da cidade. Para falar sobre o assunto, o jornalista e mestre em História Social Alessandro Atanes realiza na próxima sexta-feira, dia 5, a oficina “O mundo do trabalho na Literatura Portuária”, na Casa da Frontaria Azulejada, a partir das 19 horas.

Atanes é o autor do livro “Esquinas do Mundo: Ensaios sobre História e Literatura a partir do Porto de Santos” (Facult/Dobra Editorial, 2013), em que trata poemas e romances como fontes históricas para estudar a cidade, além de relacionar Santos ao universo portuário de várias partes do mundo, como Buenos Aires, Nova York, São Petersburgo, Dublin e Hamburgo. A conversa sobre as obras poéticas e de ficção que mostram o trabalho portuário e as relações entre a cidade e o porto faz parte do Festival Arte & Trabalho, que ocorre até domingo, 7 de maio.

A atividade portuária, conta o pesquisador, foi descrita em romances, contos e poesias por grandes nomes da Literatura universal como Pablo Neruda, Elizabeth Bishop, Jorge Amado, Guy de Maupassant e Oswald de Andrade, sem contar nomes da cidade como Ranulfo Prata, Roldão Mendes Rosa, Narciso de Andrade e, mais recentemente, Adelto Gonçalves, Lídia Maria de Melo, Madô Martins, Flávio Viegas Amoreira e Alberto Martins.

Entre as diversas obras que tratam desse universo, o pesquisador destaca os romances “Barcelona Brasileira”, do jornalista, escritor e doutor em Literatura Adelto Gonçalves (1999), sobre as greves anarquistas de 1917, que fazem 100 anos, “Agonia na Noite” (1954), de Jorge Amado, que descreve uma greve em que os estivadores se recusam a embarcar café em um navio nazista, e “Navios Iluminados” (1937), de Ranulfo Prata, que mostra o calvário de um retirante do sertão da Bahia que tenta melhorar de vida como estivador no cais de Santos, obra que já contou com uma tradução para o espanhol publicada em Buenos Aires e que tem uma reedição recente, de 2015, feita pela Edusp, dentro da coleção Reserva Literária, que tem como “madrinha” a escritora e ex-presidente da Academia Brasileira de Letras Nélida Piñon.

“Dentro dessa abordagem que entrelaça História e Literatura podemos ler o romance ‘Navios Iluminados’, que apresenta os trabalhadores antes das conquistas trabalhistas dos anos 30, também com uma atualidade incrível devido aos recentes acontecimentos na sociedade brasileira e a aprovação da reforma trabalhista”, analisa o autor. Confira a programação completa do festival em: https://www.facebook.com/events/2085052901721361/. O Festival Arte & Trabalho foi criado pela Lei Municipal nº 3.143, que institui a Semana do Trabalhador.

O Mundo do Trabalho na Literatura Portuária
5 de maio, às 19 horas.
Casa da Frontaria Azulejada: Rua do Comércio, 92, Centro Histórico de Santos
Contato: Alessandro Atanes (13) 98122-98144

 

Ciaes realiza aprimoramento em Teatro Físico com máscaras neutra e larvária

Por Ernani Sequinel

O Núcleo de Pesquisa em Teatro Físico CIAES realizará nos meses de Abril, Maio e Junho, o projeto “Aprimoramento em Teatro Físico”, com uma programação totalmente gratuita para os que buscam oportunidade de formação na área de teatro e para os interessados em geral. Grandes nomes do teatro ministrarão oficinas de Máscara Neutra, Máscara Larvária, O Corpo da Voz e Teatro Físico, além de uma palestra-espetáculo sobre Mímica Total.

O grupo, com sede em Santos, foi fundado em 2013 pelo ator e mímico Ernani Sequinel e hoje também fazem parte os atores Daniel Sette e Natan Brith. O trio, através de estudos e treinamentos, vem desenvolvendo pesquisa prática e teórica sobre o teatro físico e suas contribuições para a formação do ator.

Estudantes de teatro, atores, performers, bailarinos e artistas do corpo em geral poderão se inscrever nas duas primeiras atividades que terão inicio nos dias 05, 06 e 07 de Abril das 18h às 22h, com a oficina de Máscara Neutra ministrada por Cida Almeida, onde serão abordados conceitos como de espaço, observação, presença, tempo, movimento e triangulação.

E já na semana seguinte, nos dias 11, 12 e 13 de Abril, das 18h às 22h, teremos a oficina de Máscara Larvária com Sofia Papo. As máscaras larvárias fazem parte de uma pedagogia para o ator cômico, nos remetendo a imagens não humanas. Uma linguagem submersa na busca de gestos e ações para um corpo que foge ao naturalismo.

As atividades acontecerão na unidade do Sesc Santos, com sede à Rua Conselheiro Ribas, 136. Para maiores informações sobre estas e outras oficinas, a página do grupo é http://www.facebook.com/mimicaciaes. O projeto é realizado pela CIAES em parceria com o Sesc Santos e Governo do Estado de São Paulo, através do Edital Programa de Ação Cultural – PROAC 37/2016, bem como o apoio cultural do Casarão Santa Cruz – Espaço de Arte e da Universidade Santa Cecília.

Serviço
>> Oficina de Máscara Neutra – 05, 06 e 07 de Abril das 18h às 22h.
>> Oficina de Máscara Larvária – 11, 12 e 13 de Abril das 18h às 22h.
Inscrições: enviar nome, idade e breve currículo para inscricoesciaes@gmail.com.
Resultado dos selecionados por e-mail e na página do grupo um dia antes de cada oficina.
Local: Sesc Santos (R. Cons. Ribas, 136). Realização: CIAES, Sesc Santos e Governo do Estado de São Paulo através do PROAC. Apoio cultural: Casarão Santa Cruz – Espaço de Arte e Unisanta.

 

Filme e oficina de fotografia são atrações no Gabinete de Leitura de Itanhaém

Prefeitura de Itanhaém

O Programa Pontos MIS retorna neste mês com exibições gratuitas de filme e oficina de fotografia. A animação ‘Fuga das Galinhas’ será exibida nos dias 14 e 16, às 9 e às 14 horas, e no dia 17, às 9 horas. As sessões acontecerão no Espaço Gabinete de Leitura, na Praça Carlos Botelho, 149, no Centro. A entrada para o oficina é gratuita, com número de vagas limitado. Informações pelo telefone 3427-7981.

Outra atração confirmada para o mês de março é a oficina ‘Luz Ambiente e Ambiente Luz’ no dia 17, a partir das 13 horas, realizada pela fotógrafa Elisabete Savioli. O objetivo é explorar as possibilidades de construção na fotografia com análises e manipulação, fazendo com que os alunos ampliem seu conhecimento e criatividade.

PONTOS MIS

Programa é uma parceria da Secretaria de Estado da Cultura com o Museu da Imagem e do Som de São Paulo e o apoio do Departamento de Cultura. O projeto percorre diferentes municípios do Estado de São Paulo com uma programação repleta de atividades culturais.