Arquivo da tag: Registro

Secult de Cubatão articula seminário de gestão cultural em agosto

Por Lincoln Spada

Uma parceria inédita foi concretizada pela Prefeitura de Cubatão, através da Secretaria da Cultura, com o Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Depois de percorrer várias regiões paulistas desde 2013, o Seminário Olhares da Gestão Cultural será realizado na Câmara Municipal de Cubatão no próximo 31 de agosto, das 8 às 18 horas.

Nesta edição o seminário abordará a elaboração de projetos culturais, comunicação e captação de recursos. O evento contará com palestras de Daniele Torres e Nara Almeida. A primeira mediadora é museóloga, com pós em História da Arte, Gestão da Cultura e Comunicação Empresarial. Sócia da Companhia da Cultura e do Cultura e Mercado, também é diretora do Instituto AES. Nos últimos cinco anos foi a gestora responsável pela captação de recursos do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural e do Instituto Brasil Leitor.

Já Nara Almeida é jornalista, mestranda em Comunicação (USP) e gerente de Planejamento Estratégico e Relações Institucionais da Aberje. Também fez especializações pela Syracuse University e pela CBL e extensões pela PUC-SP e pela Cátedra Unesco Memorial. Foi editora da revista Comunicação Empresarial e dos livros Cadernos de Comunicação Estratégica e Prêmio Aberje. Hoje ela coordena o Comitê de Gestão Cultural e criou os Seminários Aberje de Gestão Cultural. É fundadora do Lab de Narrativas de Gêneros e membro do Grupo de Estudos de Novas Narrativas e da iniciativa Mulheres do Brasil.

Toda a programação (gratuita) e o período de inscrições serão divulgados na próxima quinzena. O Seminário Olhares da Gestão Cultural integra o programa Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, ação do Governo Estadual gerida pelo instituto Poiesis. Nestes quatro anos, o evento já percorreu as cidades de Limeira, Lins, Marília, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba, São José dos Campos, Votuporanga, Registro e Itapetininga.

Anúncios

Maria Gadú em Santos; 23 cidades recebem Virada Cultural em 2016

“Nós teremos, na 10ª da Virada Cultural Paulista, uma grande novidade: serão três finais de semana de shows que acontecerão em todo o Estado, em 23 municípios das mais variadas regiões. A Virada promove a cultura, a educação, o entretenimento, a transformação. É a cultura indo ao encontro da população em todo o Estado”, afirmou o governador Geraldo Alckmin.

Entre as atrações inéditas na Virada Cultural Paulista, este ano se apresentam Os Mutantes, banda que vem influenciando gerações de músicos desde 1966 e que apresenta vários de seus clássicos em nova roupagem, além de músicas mais recentes; Alceu Valença, com show repleto de cultura nordestina em um caldeirão musical sofisticado e contemporâneo; o incansável Erasmo Carlos, com 50 sólidos anos de estrada e ainda em plena atividade; e a banda NX Zero, que apresenta músicas de seu álbum “Norte”, lançado no ano passado, bem como grandes sucessos de toda sua carreira.

Pensando na variedade de estilos, público e gerações, estão escalados para a edição deste ano artistas dos mais diversos: Almir Sater, Marcelo D2, Tiê, Emicida, Arnaldo Antunes, Trio Virgulino, Wanderléa, Silva, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz, Zeca Baleiro, Velha Guarda da Mangueira, Tribo de Jah, Mart’nália e Karina Buhr, entre vários outros. O formato inédito, com a distribuição da Virada Cultural Paulista em três finais de semana, possibilita que o público de cada região do Estado tenha acesso a ainda mais atrações, podendo participar do evento em cidades diferentes a cada fim de semana, com pouco deslocamento.

E para dar ao público da capital paulista a oportunidade de ter um gostinho do que é o evento, será realizado no dia 3 de maio, terça-feira, no Teatro Sérgio Cardoso, o Esquenta Virada Cultural Paulista 2016, com show de Maria Gadú. A entrada, como em toda a Virada, é gratuita. A Virada Cultural Paulista 2016 conta ainda com apoio do MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Pensarte, Museu do Café e Cavalera.

Histórico

Criada em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Virada Cultural Paulista tornou-se o mais relevante evento cultural do interior e litoral paulistas, com a proposta de promover um grande festival gratuito e simultâneo em cidades de médio e grande porte. Desde o princípio, a Virada tem buscado proporcionar ao público o acesso às melhores produções artísticas do País, nas mais variadas linguagens: música, dança, circo, artes cênicas, arte para crianças, dentre outras.

O programa ocorre em parceria com as Prefeituras: enquanto o Estado se encarrega da programação artística principal, os municípios ficam responsáveis por toda a infraestrutura do evento, como montagem de palcos externos e disponibilização de teatros municipais. As cidades também contribuem com programação local, dando espaço a artistas das próprias regiões. No ano passado, realizada em 24 cidades, a Virada teve público de 1,1 milhão de pessoas.

Virada Cultural Paulista 2016

14 e 15 de maio
Araraquara – Zeca Baleiro e Projota
Botucatu – Maria Gadú e Os Mutantes
Registro – Mart’nália e Tribo de Jah
Santa Bárbara d’Oeste – Marcelo Jeneci & Tulipa Ruiz e Nação Zumbi
São João da Boa Vista – Os Mutantes e Emicida
Sorocaba – Nação Zumbi e Mart’nália
Taubaté – Cidade Negra e Toquinho

21 e 22 de maio
Araçatuba – Maria Gadú e Alceu Valença
Ilha Solteira – CPM 22 e Zélia Duncan
Limeira – Alceu Valença e Teatro Mágico
Marília – Biquini Cavadão e Velha Guarda da Mangueira
Piracicaba – Erasmo Carlos e NX Zero
Presidente Prudente – Gabriel o Pensador e Maria Gadú
Votuporanga – Teatro Mágico e Raimundos

28 e 29 de maio
Assis – Ed Motta e Tihuana
Bauru – Projota e Marcelo Jeneci
Campinas – Maria Gadú e Marcelo D2
Caraguatatuba – Otto e Dona Zaíra
Franca – Nação Zumbi e Arnaldo Antunes
Indaiatuba – Arnaldo Antunes e Emicida
Mogi das Cruzes – Banda Malta e Almir Sater
Ribeirão Preto – Marcelo Jeneci e Raimundos
Santos – Alceu Valença e Maria Gadú

Realização: Governo do Estado de São Paulo
Correalização: Prefeituras das cidades participantes
Execução: APAA
Parcerias: SESC-SP
Apoio: MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Instituto Pensarte, Museu do Café e Cavalera.

Entrada gratuita

Esquenta Virada Cultural Paulista 2016 com Maria Gadú
03 de maio, terça-feira, às 20h
Teatro Sérgio Cardoso
Rua Rui Barbosa, 153, Bixiga – São Paulo
Sala Sérgio Cardoso
Capacidade: 835 lugares
Entrada gratuita (sujeito a lotação)

*Secretaria de Estado da Cultura

 

Cantor leva música aos alunos da rede municipal de Itanhaém

Com o objetivo de incentivar jovens e crianças a nunca desistirem de seu sonho, um músico nascido em Caju, na cidade de Leme, no interior de São Paulo, desenvolve o projeto social intitulado ”Alex Ventura nas escolas”. Sua missão é contar um pouco da sua história de vida, além de levar música, cultura e entretenimento aos estudantes municipais de diversas regiões do País. E na última terça-feira (29), Alex Ventura esteve em Itanhaém para uma apresentação especial nos projetos educacionais da Prefeitura.

No encontro, o cantor promoveu um descontraído bate-papo motivador sobre sempre vencer os desafios e acreditar incondicionalmente nos sonhos. “Lembro-me que em uma apresentação em Juquiá um garoto disse que seu sonho era ser jogador de futebol. Emocionei-me quando ele disse que, mesmo que seu pai não tenha condições financeiras para apostar neste sonho, ele não iria desistir“, conta Alex.

O músico já apresentou seu projeto para mais de 30 mil alunos das cidades de Leme, Tapiraí, Juquitiba, Miracatu, Juquiá, Registro, Cajati, Eldorado, Jacupiranga, Iporanga, Itaóca, Itariri, Pedro de Toledo, Vale do Ribeira e, nos dias 28 e 29 de março, em Itanhaém.

As alunas da EM. Elga Reis, Letícia Rodrigues Peixoto Ferreira e Iana Manuele Gonzaga Costa, ambas de sete anos e do segundo ano do ensino fundamental, revelam o quanto gostaram do encontro com o músico. “Eu cantei junto, pois sabia todas as letras. Gosto muito de música sertaneja e foi a primeira vez que estive em um show. Quero contar para os meus pais o dia de hoje”, disse Letícia.

HISTÓRIA

Cantor profissional há dois anos, Alex Ventura foi uma criança humilde e criada na roça que com oito anos de idade identificou-se com o dom da música e deu o primeiro passo para o sonho de ser cantor. Também compositor, o artista se inspira em cantores renomados do meio como, por exemplo, Chrystian & Ralf, Zezé de Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó e João Paulo & Daniel. O artista gravou seu primeiro CD em 2014, denominado ‘Amor à Milanesa’.

*Prefeitura de Itanhaém

 

Sesc e Fórum da Cidadania ativam mapeamento cultural no Ramal Caiçara

O Sesc Santos em parceria com o Fórum de Cidadania de Santos está iniciando o projeto Ramal Caiçara. “A proposta é de realizar um mapeamento sócio-cultural na região do antigo ramal ferroviária da Estrada de Ferro Sorocabana que conectava a Baixada Santista e o Vale do Ribeira”, entusiasmou-se a técnica de programação do Sesc Santos, Lilian Ronchi, durante a apresentação da iniciativa no último dia 16, na própria unidade, dentro da programação da 3ª Semana da Cultura Caiçara de Santos.

Ao lado da consultora Ana Paula do Val, ela agregou dezenas de interessados em contribuir para a iniciativa. A idealização do Fórum da Cidadania reafirma a importância do projeto, já que atualmente ele sedia a Estação Ana Costa, um dos pontos importantes do tronco ferroviário que servia para o escoamento da produção agrícola junto ao maior porto da América Latina.

A linha foi criada ainda em 1910 e persistiu até o final do século. Em cada município, a sua divisão permitiu contrastes. Em Santos, por exemplo, a “linha da máquina” limitava a orla com seus prédios e shoppings dos bairros de casas mais populares. Se é impensável que do lado mais urbanizado, os edifícios não contassem com porteiros, até poucos anos eram comuns que os lares dos outros lados mal tivessem cadeados.

O trajeto também perpassa os municípios de São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Itariri, Pedro de Toledo, Miracatu, Juquiá, Registro, Jacupiranga e Cajati. Foi nos anos 70 que a linha se expandiu para as últimas três cidades citadas.

O objetivo do projeto agora é esquadrinhar as culturas atravessadas ou preservadas em cada parte desta antiga linha, como colônias de imigrantes, indígenas, caiçaras e quilombolas.

“Deseja-se conhecer técnicas artesanais tradicionais, expressões artísticas e tradições gastronômicas, enfatizando a valorização de saberes relacionados a modos de viver e se expressar. De forma simultânea, tem-se também o propósito de valorizar a Memória Ferroviária da região”, detalha a apresentação oficial do Ramal Caiçara.

A capacitação dos participantes e a criação do mapeamento para renovar e fortalecer a autonomia de todos os agentes envolvidos é de fundamental importância. Por isso, a consultoria de Ana Paula do Val, que, nos últimos anos, especializou-se na criação de mapeamentos, no Pará, no Centro Oeste e, principalmente, na capital paulista, onde junto do Sesc Santo Amaro reuniu as diferentes manifestações culturais da periferia da Zona Sul.

*Lincoln Spada

 

Confira a programação da Virada Cultural Paulista 2015

Consolidada como o maior evento cultural do interior e litoral de São Paulo, a Virada Cultural Paulista chega em sua 9ª edição em 2015, levando toda a variedade da produção artística para mais perto da população. Pois o grande forte da Virada é esse: oferecer gratuitamente os melhores espetáculos do cenário contemporâneo nas várias cidades participantes, promovendo uma intensa troca entre público, artistas e espaço urbano.

Este ano, 24 municípios realizam o evento em parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Como no ano passado, serão dois fins de semana: 23 e 24; 30 e 31 de maio. Dessa forma, a população terá a oportunidade de acompanhar os shows em municípios diferentes, com a organização e tranqüilidade que também são a marca da Virada Paulista.

Esses oito anos de história não seriam possíveis sem o empenho das Prefeituras Municipais, que se esmeram em fornecer toda a infraestrutura necessária aos espetáculos, além de criar oportunidades para participação dos artistas locais. Um agradecimento especial ao SESC-SP, que participa da Virada com suas unidades do interior e litoral; ao Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), que organiza a programação de cinema; e à Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), organização social responsável pela execução do evento. Confira a programação das cidades:

> Programação em Araçatuba
> Programação em Araraquara
> Programação em Assis
> Programação em Campinas
> Programação em Caraguatatuba
> Programação em Ilha Solteira
> Programação em Mogi das Cruzes
> Programação em Presidente Prudente
> Programação em Registro
> Programação em Ribeirão Preto
> Programação em Santa Bárbara D’Oeste
> Programação em Santos
> Programação em Votuporanga

*Secretaria do Estado da Cultura

 

Virada Cultural Paulista 2015: Programação em Registro

Município oriundo de um pequeno povoado situado às margens do Rio Ribeira de Iguape, Registro recebeu este nome por sua responsabilidade em registrar todo ouro explorado na região. Também conhecida como “Capital do Vale” ou “Capital do Chá”, a cidade está a apenas 175 km de São Paulo, com cerca de 57 mil habitantes.

> Confira a Virada Cultural em outros municípios

Em 2006, o município tornou-se oficialmente o Marco da Colonização Japonesa no Estado de São Paulo, por meio de decreto, por ter sido a primeira localidade a receber imigrantes japoneses interessados em investir em produção própria neste Estado. PROGRAMAÇÃO – 30 E 31 DE MAIO

PALCO EXTERNO – PRAÇA BEIRA RIO
Rua Seiji Sumida, s/n°
Os intervalos entre os shows contarão com uma trilha musical desenvolvida especificamente pelo DJ Rodrigo Bento.
30/5 | 19:30
Audiophone [Música]
Criado em 2012, o quarteto Audiophone sobe ao palco para tocar um repertório composto por faixas autorais e sucessos do rock e do reggae nacional. Henrique Meirelles (voz), Edson Endo (guitarra), Juliano Leite (baixo) e Alan Monma (bateria) mostram, entre outras, Se Ela Soubesse e Nossa Paz.

30/5 | 21:00
Móveis Coloniais de Acaju [Música]
Composta por nove integrantes, a banda de Brasília é responsável por shows enérgicos e performáticos. Depois de ter gravado os álbuns Idem (2005) e C_mpl_te (2008) e o DVD Ao Vivo No Auditório Ibirapuera (2010), o Móveis Coloniais de Acaju lançou De Lá até Aqui em 2013. O grupo leva para o palco um apanhado dos trabalhos.

30/5 | 22:30
Rashid [Música]
Nascido na Zona Norte de São Paulo, o rapper começou a carreira nas batalhas de improviso. Rashid foi um dos nomes que ganhou força nos últimos anos. Isso se deve ao bom momento do gênero no país e também ao lançamento da quarta mixtape da carreira, Confundindo Sábios (2013). No ano passado, ele disponbilizou ainda o clipe da música Patrão, garantida na apresentação.

0130/5 | 23:59
Gabriel o Pensador [Música]
Ícone da década de 90, período em que emplacou uma leva de hits, como Cachimbo da Paz, Gabriel o Pensador não colocava um disco novo na rua desde 2005, pois estava se dedicando a projetos paralelos. Em 2012, contudo, período em que o rap nacional vivia (e vive até hoje) um ótimo momento, o carioca surgiu com o álbum Sem Crise. No palco, ele mostra um repertório que abrange os seus mais de vinte anos de carreira.

31/5 | 15:30
Trio Virgulino [Música]
Formado por Enok Virgulino (sanfona), Adelmo Nascimento (triângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba), o grupo de forró tem mais de trinta anos de carreira. O Trio Virgulino foi responsável pelo resgate do forró pé-de-serra. Em um baile animado, eles tocam Forró e Paixão, Preciso do seu sorriso e Vida de Forró.

31/5 | 17:00
Tony Tornado [Música]
O cantor e ator octogenário repassa clássicos do soul e do funk, gêneros que ele defende nos palcos desde a década de 1970. Com voz vigorosa, Tony Tornado interpreta, entre outras, I Feel Good, Soul Negro e BR-3.

31/5 | 18:30
Fabiana Cozza [Música]
Após a imersão no cancioneiro da saudosa cantora mineira Clara Nunes (1942 – 1983) – por meio do disco Canto Sagrado (2013) -, Fabiana Cozza percorre por outros caminhos. No recém-lançado álbum Partir, ela promove o diálogo entre ritmos brasileiros e africanos. A carismática intérprete paulistana imprime a sua voz potente em músicas como Entre o Mangue e o Mar, de Arruda e Alzira E.

TEATRO DO CEU DAS ARTES **
Rua Guaracuí, s/n – Vila Nova
31/5 | 10:00
04A viagem de Chihiro [Cinema]
Chihiro é uma garota de 10 anos que acredita que todo o universo deve atender aos seus caprichos. Ao descobrir que vai se mudar, ela fica furiosa. Na viagem, Chihiro percebe que seu pai se perdeu no caminho para a nova cidade, indo parar defronte um túnel aparentemente sem fim, guardado por uma estranha estátua. Curiosos, os pais de Chihiro decidem entrar no túnel e Chihiro vai com eles. Chegam numa cidade sem nenhum habitante e os pais de Chihiro decidem comer a comida de uma das casas, enquanto a menina passeia. Ela encontra com Haku, garoto que lhe diz para ir embora o mais rápido possível e ao reencontrar seus pais, Chihiro fica surpresa ao ver que eles se transformaram em gigantescos porcos. É o início da jornada de Chihiro por um mundo fantasma, povoado por seres fantásticos, no qual humanos não são bem-vindos.

31/5 | 16:00
O menino e o mundo [Cinema]
Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, no entanto, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desnorteado, o menino faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.

PALCO REGIONAL – PRAÇA BEIRA RIO
Rua Seji Sumida, s/nº
31/5 | 01:30
Cult 80 [Música]
31/5 | 03:00
Colisão Sonora [Música]
31/5 | 20:00
Sou + Samba [Música]

TEATRO WILMA BERTELLI
Rua Miguel Aby-Azar, nº 53
É necessário retirar ingresso uma hora antes de cada apresentação. Sujeito a lotação.
0330/5 | 23:59
Osvaldo Barros [Stand Up]
Ator e humorista, Osvaldo Barros está atualmente no Programa do Gugu e no webcanal Na Sarjeta. Já participou de programas de televisão, como Programa do Jô, Tudo é Possível e Raul Gil, dos festivais Risadaria e Janeiro Brasileiro da Comédia. O retrato da sociedade que Osvaldo faz em sua apresentação é a receita básica que leva a plateia a gargalhadas.

GALPÃO DO KKKK (ETEC PAULA SOUZA)
Rua Seji Sumida, s/nº
30/5 | 13:00
M5 Party – Encontro de Artes Urbanas [Dança, Música]
30/5 | 18:00
Abertura Oficial [Especial]
30/5 | 18:30
02Tempo – T.F. Style Cia de Dança [Dança]
Livremente inspirado na obra Sonhos de Einstein, de Alan Lightman, o espetáculo é uma reflexão sobre o viver vertiginoso do nosso tempo. O projeto tem direção geral de Igor Gasparini, direção artística de Frank Tavantti e direção de vídeo de Rodrigo Gontijo, com coreografias dos próprios Igor e Frank, somadas aos olhares e técnicas de Neil Schwartz (EUA), Daniel Elahi (Suécia), Angel B (Brasil e EUA) e DS Fuel (Brasil).

FEIRA DO PRODUTOR*
Rua José Antonio de Campos – Centro
31/5 | 09:00
Ribeira Ryofu Daiko – Grupo de Taiko [Música]
31/5 | 09:30
Coral Municipal de Registro [Música]
31/5 | 10:00
Banda Municipal de Registro [Música]

EMBAIXO DA PONTE SOBRE O RIO RIBEIRA*
Ponte sobre o Rio Ribeira
31/5 | 20:00
Primeiro lugar é a pessoa – Grupo Caixa Preta e Oficina Municipal de Teatro [Teatro]

QUADRA DO CÉU DAS ARTES
Rua Guaracuí, s/no – Vila Nova
31/5 | 14:00
Notícia Pra Embrulhar Peixe – Circo Navegador [Circo]
O espetáculo recria cenas clássicas do palhaço de circo, adaptadas e contextualizadas aos dias atuais, aproveitando a força das situações que povoam o imaginário humano. O personagem Vendedor de Peixe se mostra ora vigoroso e acrobático, ora apaixonado, frágil e solitário, transitando entre diversas situações que levam a plateia a uma viagem lúdica, livre dos limites da racionalidade.

OBS:
*Programação complementar realizada pelo Município
**Programação complementar realizada pelo MIS – Museu da Imagem e do Som

De Tocantins, ‘Do Repente’ cativa Circuito Sesc de Artes 2015

>> 24 de abril | 17h às 22h | Parque Tupiniquim – Bertioga
>> 25 de abril | 17h às 22h | Praça Narciso de Andrade – Itanhaém
>> 26 de abril | 16 às 21h | Centro Cultural KKKK – Registro
>> 1º de maio | 17h às 22h | Praça Dr. José Sacramento e Silva – Porto Feliz
>> 2 de maio | 17h às 22h | Praça da Matriz – São Pedro
>> 3 de maio | 16h às 21h | Praça Dr. Elias Garcia – Tietê
>> 8 de maio | 17h às 22h | Praça Barão do Rio Branco – Bebedouro
>> 9 de maio | 17h às 22h | Praça Roberto Del Guercio – Itápolis
>> 10 de maio | 16h às 21h | Praça Nove de Julho – Novo Horizonte

>> Confira a programação do Circuito Sesc de Artes 2015 em outras cidades

LITERATURA
Leve Livro
MUDA Práticas de Leitura (SP) – Uma estante móvel montada na praça, com cerca de 200 livros para ler e trocar. É só chegar, escolher um e sentar-se num dos bancos da sala de leitura ao ar livre.

CIRCO
Mágica Close Up
Caio Ferreira (SP) – É com objetos simples, como cartas, dinheiro, carteira de documentos, que o ilusionista Caio Ferreira realiza seu espetáculo, caminhando no meio das pessoas, no espaço da cidade.

TEATRO
Sonho de uma Noite de Verão
Cia. Novelo (SP) – Escrita para ser apresentada numa festa de casamento, esta comédia teatral de William Shakespeare narra o encontro entre seres do universo fantástico com a desventura de casais apaixonados perdidos num bosque.

DANÇA
Do Repente
Cia. Lamira (TO) – Inspirado no universo do romanceiro popular do Nordeste brasileiro, o espetáculo relaciona sua arte com o ambiente urbano, trazendo-a para a rua.

MÚSICA
Matuto Moderno convida Índio Cachoeira e Favoritos da Catira
Matuto Moderno (SP) – Há 15 anos na estrada, o Matuto Moderno funde catira, pagode de viola caipira e rock, divulgando a música de raiz no Sudeste.