Todos os posts de Lincaos

Jornalista, ator e cineasta, assessora festivais de manhã, escreve em jornais diários à tarde e aceita farras à noite.

‘Andradas Horror Story’ é previsto no Centro de Santos

Informações do Amém Rolê | Foto: Gabriel Quadra
.
O coletivo Amém Rolê mobiliza uma ocupação pública na Praça dos Andradas nesta sexta-feira (dia 21), às 22 horas. Nas redes sociais, o evento já prevê a participação de mais de 900 pessoas. Em julho, o mesmo coletivo realizou festa semelhante no local.
.
“Tumbalacatumba tumba ta” inicia o convite dos organizadores, que pedem para os participantes partilharem de seus próprios drinques, aparelhos de som e as fantasias, “então empoeiradas do armário”, seguindo-se como um rolê já comum nas novas gerações e na mesma praça.
.
Embora não cite discotecagens ou responsáveis, os organizadores do evento que migra do virtual para o campo real herdam em muito a narrativa de respeito à diversidade (respeite as mina, as manas, as monas e os manos) e à sustentabilidade (lixo no lixo) dos demais coletivos que organizam festas no mesmo local e alcançaram até 4 mil participantes.

Anúncios

Revisitando a Grécia, alunos da ETMD brilharão no Palácio das Artes em PG

Por Lincoln Spada
.
No principal palco público de Praia Grande, os estudantes da ETMD – Escola Técnica de Música e Dança Ivanildo Rebouças da Silva apresentam o espetáculo ‘Terpsícore – Dançando os mitos da Grécia Antiga’. A sessão será nesta sexta-feira (dia 20), às 20 horas, no Teatro Serafim Gonzalez, no Palácio das Artes (Av. Pres. Costa e Silva, 1600, Boqueirão). Ingressos de R$ 10,00 a R$ 20,00.
.
Tantas vezes revisitados pela arte ocidental, a mitologia clássica será então representada por meio do corpo em movimento. No evento, haverá diversas coreografias, entre elas, as que abordam o mito da criação através da deusa Gaia, o trio de irmãos Zeus, Hades e Poseidon, a história das ninfas da Flores, das Águas e das Flores, as amazonas, as bacantes e as musas, em especial, da Astronomia (Urânia), da Música (Euterpe) e da Dança (Terpsícore).
.
A direção é assinada por Reginaldo Alves do Nascimento, a assistência de direção por Cecília Beu, tendo como coordenação pedagógica e artística respectivamente Fulvio Caratin e José Rey. O corpo docente é formado por Marilene Ferreira, Simone Lacerda e Fernanda Nascimento, com figurinos assinados por Lúcia Calimam, Dina Gomes e Pigão.
.
Com realização da Associação de Pais e Mestres da ETMD, da Prefeitura de Cubatão e da Secretaria de Educação, o mesmo espetáculo ocorreu no último dia 17, no Teatro Braz Cubas, em Santos. A ETMD funciona na Av. Nações Unidas, 168, Vila Nova. Informações: (13) 3372-9236.

Ciclo de estudos do TEP conta com oficina de dança meditativa

Por TEP/Unisanta
.
No ciclo cítrico de teatro ‘O Corpo de Afrodite’, do Teatro Experimental de Pesquisas (TEP/Unisanta), acontece a oficina de prática corporal ‘Dança Meditativa’, de Samaa Hamraa. A atividade gratuita será neste sábado (21/out), das 10h às 12h, na universidade (Rua Oswaldo Cruz, 255, sala D52/Santos).
.
Samaa iniciou seus estudos na dança do ventre em 2005 e em 2008 começou a ministrar aulas. Em 2017 desenvolveu a dança meditativa, método de orientação no processo de autoconhecimento e autocura através dos movimentos da dança do ventre.
.
Um mergulho interior, resgatando, resignificando e liberando emoções e sentimentos e traumas, fazendo com que a dança meditativa tenha um resultado terapêutico. A consciência corporal obtida nos exercícios e passos de dança promovem o autoconhecimento, a atenção para o seu mundo interior, a aceitação de si mesma, o discernimento de separar o que vem da sua essência do que vem de fora e assim se libertar.
.
Ouvindo os próprios sentimentos, valorizando as próprias experiências e se assumindo como um ser único é possível entender em que parte do processo de liberação está para poder finalizá-lo de uma forma saudável. O grupo orienta que o aluno venha com roupa confortável para a prática corporal.

No LABxS terá a oficina ‘Como fabricar seu próprio Lab’

Por LABxS
.
A oficina ‘Como fabricar seu próprio Lab’ será realizada no próximo sábado (21/out), das 14h30 às 17h30, no LABxS (Rua Sete de Setembro, 52A/Santos). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas virtualmente neste link. O evento é do Instituto ProComum, WikiLab e LABxS.
.
Trata-se de uma ação formativa com os criadores do Wikilab, da UFABC, que irão compartilhar a experiência de construir uma casa usando para isso técnicas da cultura maker, como design aberto, impressão digital e corte laser. A atividade será mediada por Sergio Amadeu da Silveira e Yorik Van Havre.
.
Sérgio Amadeu é sociólogo e militante do Software Livre e Inclusão Digital no Brasil. Implementou os Telecentros na América Latina e foi presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do ABC.
.
Já Yorik Van Havre é arquiteto e membro do coletivo uncreated.net e um dos desenvolvedores do projeto FreeCAD desde 2008. Belga radicado em São Paulo há dez anos, período na qual começou a trabalhar e contribuir com softwares livres.
.
O Wikilab
.
O Wikilab é a casa do Laboratório de Tecnologias Livres da UFABC e da comunidade hacker do ABC. O projeto foi financiado via colaboração coletivo e desde a criação digital até a montagem, foi feito de forma colaborativa e com fonte aberta, usando tecnologias maker.

Maestro Luís Gustavo Petri conquista Prêmio Bibi Ferreira

Por Secult Santos
.
O maestro Luís Gustavo Petri, regente e idealizador da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos (OSMS), venceu o Prêmio Bibi Ferreira na categoria Melhor Direção Musical, pelo trabalho na versão brasileira do espetáculo ‘My Fair Lady’. A premiação ocorreu na noite da última quarta-feira (18), no Teatro Santander, em São Paulo, com apresentação de Miguel Falabella e Alessandra Maestrini.
.
“Foi o reconhecimento pelo trabalho de direção musical que já executo há muito tempo. É algo forte para mim, importante, já que também levo o nome da orquestra e da cidade de Santos comigo”, disse Petri.
.
O Prêmio Bibi Ferreira, um dos principais do País, criado por Marllos Silva, é pioneiro em homenagear o teatro musical brasileiro e realizou sua quinta edição com 20 categorias. O júri técnico foi composto por Charles Dalla, Christiane Matallo, Jamil Dias, Luiz Amorim, Ricardo Monteiro, Rogerio Matias e Ubiratan Brasil.
.
A montagem ‘My Fair Lady’, com direção geral de Jorge Takla, conta a história do professor aristocrata Henry Higgins, que decide transformar uma vendedora de flores com poucos modos em uma dama da alta sociedade.
.
O espetáculo também conquistou os prêmios de Melhor Direção (Jorge Takla), Melhor Ator (Paulo Szot), Melhor Cenário (Nicolás Boni), Melhor Figurino (Fabio Namatame) e Melhor Desenho de Som (Tocko Michelazzo).
.
“Trabalho no gênero de direção musical desde 1989, quando, ao lado de Takla, fiz ‘Cabaret’, que foi um trabalho pioneiro em São Paulo e teve no elenco Beth Goulart e Diogo Vilela. Depois vieram espetáculos como ‘Vítor ou Vitória’ e a primeira adaptação de ‘My Fair Lady’”.
.
O original de ‘My Fair Lady’ estreou na Broadway em 1956, com texto inspirado na peça ‘Pigmalião’, de George Bernard Shaw (1856-1950). A trilha sonora, com libreto de Alan Jay Lerner e música de Frederick Loewe, inclui canções que figuram no cancioneiro popular como ‘I Could Have Danced All Night’, ‘On the Street Where You Live’ e ‘Get me to the Church on Time’.
.
Luís Gustavo Petri
.
Regente, compositor, pianista, palestrante e diretor musical, Luís Gustavo Petri é criador, em 1994, do projeto de lei que instituiu a Orquestra Sinfônica Municipal de Santos e está à frente do conjunto, Corpo Estável da Secult, desde então. Petri também é responsável pela difusão da música erudita na Baixada Santista por meio da implantação de projetos para crianças, educação e formação de público.
.
Como regente, já esteve à frente das mais importantes orquestras do País, como Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, OSPA (Porto Alegre), OSP (Paraná), OSB (Brasileira) e da Filarmônica de Manaus, entre outras. Na área lírica realizou espetáculos como o ‘Morcego de Strauss’, ‘Rigoletto’, ‘Il Capello di Paglia di Firenze’, ‘La Traviata’, ‘Roméo et Juliette de Gounod’ e ‘ Magdalena’ de Villa-Lobos.
.
Juntamente com Cleber Papa também criou o ‘Ópera Cantada e Contada’, projeto que inova o formato de pocket ópera, com três títulos já encenados: ‘Madama Butterfly’, ‘Carmen’ e ‘La Traviata’. Esteve à frente de orquestras na República Dominicana e em Portugal. Também em Portugal ministrou um curso de Direção de Orquestra em Coimbra.
.
É o diretor musical dos espetáculos ‘My Fair Lady’, ‘West Side Story’, ‘Vítor ou Vitória’, ‘Cabaret’, ‘Lago 21’ e ‘Cidades Invisíveis’. Petri, que se formou maestro pela USP e também atuou como pianista do Theatro Municipal de São Paulo, recebeu vários prêmios por seus trabalhos como compositor e diretor musical, entre eles o atual Bibi Ferreira, além do Shell, APETESP e APCA.

Cine Posto 4, MISS e Cinemateca têm programação neste fim de semana

Por Secult Santos

‘Na Vertical’ é atração no Cine Arte

Com direção do cineasta francês Alain Guiraudie, o filme ‘Na Vertical’ se passa no sul da França e acompanha o cineasta Leo. Durante um passeio de observação de lobos ele é seduzido por Marie, uma pastora de espírito livre e dinâmico. Nove meses mais tarde, o casal tem um menino. Sofrendo de depressão pós-parto e sem acreditar mais em Leo, que aparece e desaparece sem aviso, Marie o rapaz com o filho.

Leo agora está sozinho com um bebê para cuidar. Por meio de uma série de encontros inesperados, ele luta para encontrar inspiração para seu próximo filme. O drama tem atuações Damien Bonnard, India Hair e Christian Bouillette. Cine Arte Posto 4. Em cartaz de quinta-feira (19) até o próximo dia 25. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Ingressos custam R$ 3,00 e R$ 1,50 (meia). Classificação: 18 anos.

Cine BV homenageia Julie Andrews

Seguindo com o ciclo Grandes Estrelas nos Musicais, que nos meses de outubro de novembro homenageia a atriz Julie Andrews, o projeto do coral cênico Broadway Voices e do Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) exibe o filme ‘A Noviça Rebelde’. Além de Julie, o elenco traz Christopher Plummer e Richard Haydn.

A trama do musical se passa na Áustria de 1930, quando o nazismo estava prestes a se instaurar no país. Nesse contexto, uma noviça que vive em um convento, mas que não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp, que tem sete filhos.

Viúvo, ele os educa como se fizessem parte de um regimento. A chegada da moça modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar. Após a exibição, Fernando Pompeu, diretor-geral do Broadway Voices, bate papo com o público. Sexta-feira (20). 15h30. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Virada Cinematográfica chega à Cinemateca

Integrando a programação do 2º Santos Film Fest, a Cinemateca de Santos realiza Virada Cinematográfica, uma maratona de exibições com os filmes ‘Nosferatu’, de Friedrich W. Murnau, que conta a história de Hutter (Gustav von Wangenheim), um agente imobiliário que viaja até os Montes Cárpatos para vender o castelo do excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), um milenar vampiro que busca poder.

Logo após ocorre a sessão de ‘A Múmia’, de Karl Freund, produção que se passa em 1921, ano em que uma equipe de arqueólogos liderada por Sir Joseph Whemple (Arthur Byron) descobre a múmia do príncipe Imhotep (Boris Karloff), que vivera há 3.700 anos e que, por ter cometido um sacrilégio, fora enterrado vivo. Também são encontrados manuscritos que têm o poder de fazer os mortos ressuscitarem.

Uma noite um dos membros da expedição lê os papeis e traz o príncipe de volta à vida. Para encerrar ainda haverá a projeção de um filme bônus e café da manhã para os maratonistas cinematográficos. Sábado (21). A partir das 23h30. Cinemateca de Santos (R. Xavier de Toledo, 42, Campo Grande). Gratuito.

‘Nome Provisório’ será apresentado no Miss

Produzido com verba do 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes de Santos,o curta de ficção ‘Nome Provisório’ aborda questões de gênero, as relações sociais e expectativas familiares. A produção, toda realizada em Santos, teve envolvimento de cerca de 30 profissionais, além de apoiadores como Unimonte, Madalena Brigadeiros e Black Jaw. Dia 23. 14h. Miss (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Cine Pagu exibe ‘Saneamento Básico’

O projeto de cineclubismo desenvolvido pelos críticos de cinema Marcelo Pestana e Carlos Cirne exibe o filme ‘Saneamento Básico’, de Jorge Furtado. A comédia se passa na comunidade da Linha Cristal, na Serra Gaúcha, cujos membros decidem tomar providências sobre a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Após ouvir a reivindicação, a secretária da prefeitura reconhece a legitimidade da solicitação, mas afirma que não dispõe de verbas para obras de saneamento básico até o final do ano.

No entanto, a prefeitura tem quase dez mil em verbas para a produção de um vídeo. A verba veio do Governo Federal e, se não for gasta, terá que ser devolvida. A comunidade decide então fazer um vídeo sobre a obra. Mas deve ser uma obra de ficção. Dia 24. 18h30. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

Cine BV realiza sessão com ‘Newsies’

A sessão exibe a produção ‘Newsies’. Dirigido por Kenny Ortega, o musical da Disney é baseado em uma greve dos chamados newsies, meninos que vendiam os jornais. Em 1899, em Nova York, eles fizeram uma paralisação, pois o preço dos jornais havia aumentado. A mobilização durou duas semanas. Dia 25. 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Gratuito.

 

Comédias e fábulas integram a agenda dos teatros de Santos

Por Secult Santos

‘StomdUp’ tem Tom Cavalcante como protagonista

O humorista Tom Cavalcante apresenta o espetáculo ‘StomdUp’. Os arranjos musicais têm direção dos maestros Lucas Lima e Eduardo Lages, consagrado como o maestro de Roberto Carlos. No palco, Tom traz suas imitações de grandes nomes da música, entre outras surpresas.

Cada apresentação tem seus diferenciais, pois o humorista trabalha suas crônicas e piadas em cima das atualidades do Brasil e do mundo, com uma boa dose de improviso. Também entram em cena personagens como João Canabrava, o velho contador de causos Sr. Venâncio e a petulante doméstica Jarilene. Sábado (21). 21h. Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237/Santos). Os ingressos custam de R$ 35,00 a R$ 90,00.

‘Capítulo 1… Somos Feitos de História’ tem aventura

Produzida pelo Colégio Anglo Santos, a peça ressalta a importância da escrita da nossa história. A montagem aborda a obra dos Irmãos Grimm, que levam a plateia a um universo mágico, onde existe o chamado ‘Livro de Todas as Histórias’. Cansados de tanto trabalhar na Sociedade de Autores Mundialmente Brilhantes e Aclamados (Samba), Jacob e Wilhelm decidem tirar umas férias.

Convidam alguns dos mais famosos escritores para assumirem seus lugares e cuidar do grande livro, porém, todos os convites são recusados. Eis que, por um fato inusitado, surgem seis adolescentes comuns, que vão disputar esses cargos. Dia 25. 20h. Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Pinheiro Machado, 48/Santos). O ingresso será trocado por 1 lata ou pacote de leite em pó, a ser destinado ao Fundo Social de Solidariedade de Santos.

C1 & C2 comemoram ‘25 Anos de Estrada’

A dupla de humoristas C1 & C2 comemora 25 anos de carreira. Ambos relembram personagens e esquetes que fizeram sucesso durante a trajetória do duo, como o Robocop Gay e Plumas de Ferro de Bruce Lee, além de novas interpretações. A apresentação será gravada e lançada em DVD. Sábado (21). 21h. Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Os ingressos custam R$ 25,00 e R$ 50,00.