Cadeia Velha: Reformado em R$ 10 mi, prédio estadual fechará no dia 16

Por Lincoln Spada

Quem ainda não revisitou o Centro Cultural Cadeia Velha, terá a chance de conhecer o espaço recém-reformado até 16 de dezembro. Na quinzena seguinte, o prédio estadual estará fechado, e a equipe de três funcionários da Oficina Cultural Pagu estarão nos balanços finais, antes de entregar a gestão do edifício. É provável que quase todo o mobiliário saia do patrimônio público, dificultando quem irá gerir o local enquanto centro de artes integradas.

>> Quatro meses após reabertura, oficina será fechada
>> A história da versátil Cadeia Velha desde séc 19 

O dia 16 é a data-limite na agenda do edifício, apesar de que a última apresentação marcada até hoje pertence a 10 de dezembro – trata-se de uma atividade circense. Exposições de fora da Baixada Santista já estavam sendo previstas para o espaço, além da mostra do coletivo Tumobgrafia, mas ambas foram canceladas pelo cronograma curto. O fechamento da Oficina Cultural Pagu e, consecutivamente, do Centro Cultural Cadeia Velha, deve afetar diretamente e indiretamente o calendário artístico da cidade.

Sem OC Pagu, Prefeitura será sobrecarregada

Por exemplo, a OC Pagu era uma das principais apoiadoras do FESTA – Festival Santista de Teatro e do Curta Santos – Festival de Cinema de Santos, esta é uma das principais iniciativas que rendeu a Santos o Selo de Cidade Criativa da Unesco. Sem a oficina cultural, tais cursos e workshops à população só ocorrerão com maior desembolso da Prefeitura.

Além disso, o espaço que hoje tem rumo incerto fecha a única tela da região central em que era exibida a programação do Curta Santos, como também poderá criar entraves no Valongo Festival, em franca expansão. Na primeira edição, o prédio foi fundamental para sediar a maioria de exposições e ações formativas. A agenda desses festivais teria que ser escoada no Teatro Coliseu e no Guarany, interferindo nos grupos municipais de pesquisas artísticas.

Reforma de cinco anos custou R$ 10 mi

Após um processo que durou entre dezembro de 2011 e agosto de 2016, a Cadeia Velha foi reformada pelo Governo Estadual ao custo público de R$ 10,6 milhões. Como garantido em audiência pública e anúncios na mídia, o edifício foi repassado à Poiesis, organização social que gerencia a OC Pagu. Entretanto, em menos de três meses, o Governo Estadual agora anuncia que a OC Pagu será fechada, e que o prédio terá um destino incerto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s